terça-feira, 17 de março de 2020

Guarnições das Polícias Militar, Civil, Federal e Corpo de Bombeiros cercam cidade de Emas em busca dos assaltantes que aterrorizaram Piancó na noite de terça-feira

Emas e cidades próximas estão sendo monitoradas com forte esquema de segurança montado pelas polícias da Paraíba para tentar localizar o bando que assaltou as agências bancárias do Bando do Brasil e do Bradesco na madrugada de terça-feira (17) na cidade de Piancó.  A Secretaria de Segurança Pública do Estado acredita que o grupo criminoso que invadiu a cidade era composto por, pelo menos, 20 homens fortemente armados, e que alguns assaltantes ainda estão escondidos na região, mais precisamente na cidade de Emas, que segue destino à Patos pela BR-361 onde foi encontrado um veículo Hilux totalmente incendiado, que horas antes fora usado pelos criminosos na ação que abalou Piancó.

Na ação criminosa nenhum  morador e nem tampouco os bandidos morreram ou saíram feridos.  A estimativa da polícia é que os bandidos tenham levado boa quantia em dinheiro. 

O 'Modus Operandi' da ação impetrada pelo bando armado, se assemelha a outro assalto que ocorreu na cidade de Piancó, há cerca de 20 anos. A agência do Banco do Brasil foi assaltada, e houve troca de tiros. A ação se deu durante o início do expediente bancário, e a polícia agiu, trocando tiros, saindo um dos assaltantes morto e um policial ferido. O destino da quadrilha, naquele ano, foi o mesmo que os homens que agiram na madrugada da terça-feira (17/03/2020): Emas ficou sitiada por forte agrupamento da policia militar.

A cidade de Piancó, nesta terça-feira (17), ainda não retomou a sua rotina bancária, e apenas  o comércio e escolas estão funcionando normalmente. A população espera que a polícia consiga encontrar pistas dos assaltantes que, segundo populares, podem está nas redondezas, o que vem causando medo aos moradores da zona rural das cidades de Piancó, Olho Dágua e Emas.

oblogdepianco.com.br
Imagens de Grupos de Internet