segunda-feira, 9 de maio de 2022

Mulher que furtava jóias em casas que trabalhava é presa pela Polícia Civil; os roubos causaram prejuízos de R$ 300 mil

(Imagem ilustrativa/reprodução)
A
Polícia Civil da Paraíba, por meio de investigações realizadas pela Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio (DCCPAT), cumpriu, na manhã da última sexta-feira, 6, no bairro de Valentina, em João Pessoa, o mandado de prisão preventiva expedido pelo juízo da 3º Vara Criminal em desfavor de uma mulher de 38 anos por furto de jóias e outros objetos de casas onde trabalhava, causando um prejuízo de cerca de R$ 300 mil.

Segundo informações do delegado João Paulo Amazonas, a indiciada, valendo-se do abuso de confiança, trabalhava como faxineira na casa de uma família, e, em momentos distintos, com várias investidas, subtraiu jóias e outros objetos de valores, ocasionando assim um prejuízo patrimonial avaliado no montante de 300mil reais.

Ainda segundo o delegado, ela contava com uma rede de receptadores, todos também já identificados e responsabilizados pelos seus atos. “Durante o curso processual, na tentativa de se livrar do distrito da culpa, a processada criou vários obstáculos para o seguimento judicial, não prestando informações sobre sua localização, assim restando com paradeiro incerto, porém, na manhã de hoje, não conseguiu se esconder dos olhos de vigilância da Polícia Civil”, disse.

As diligências contaram com o apoio de policiais da Delegacia da Mulher de Cabedelo. “É mais uma ação contundente da DCCPAT em prol da sociedade”, concluiu.

oblogdepianco com Assessoria