sexta-feira, 8 de maio de 2020

Paraguai diz que não há mais pacientes na UTI por coronavírus no país

Com uma população de 7 milhões de habitantes, o país sul-americano está entre os menos afetados da região e tem 239 infectados e 9 mortos pela Covid-19

(Alvaro Calvo/Getty Images)
O presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, anunciou nesta quarta-feira (29) em entrevista coletiva, que o país já não tem pacientes com coronavírus em unidades de terapia intensiva. Com uma população de 7 milhões de habitantes, o país sul-americano está entre os menos afetados da região e tem 239 infectados e 9 mortos pela covid-19.

“Podemos dizer que hoje não temos uma só pessoa em terapia intensiva por covid-19”, declarou Benítez. O presidente também lançou uma plataforma virtual na qual a população poderá controlar o destino das verbas destinadas ao combate à pandemia.

Benítez ressaltou a importância do papel da decisão de quarentena obrigatória e da paralisação de atividades não essenciais, decretadas no dia 10 de março, três dias após o registro do primeiro caso no país e antes mesmo de medidas recomendadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

A quarentena obrigatória será mantida no país até o próximo domingo e só permite idas ao mercados, farmácias e bancos.

A partir do dia 4 de maio, o Paraguai terá um “retorno gradual” às atividades de trabalho e lazer, mas com medidas de distanciamento social e de higiene.

Na segunda-feira (27), o governo anunciou que as aulas presenciais ficarão suspensas até dezembro em todas as instituições de ensino do país e decidiu manter o fechamento das fronteiras por tempo indeterminado.

exame.abril.com.br