quinta-feira, 12 de maio de 2022

Réu que matou adolescente de 17 anos com requintes de crueldade na zona rural de cidade do Sertão da PB é condenado a 17 anos e três meses de prisão

O
réu José Giunes do Nascimento Diniz, de 25 anos, suspeito de matar com requintes de crueldade a jovem Victória Albuquerque que tinha 17 anos, na época do crime, foi condenado pelo júri popular de Cajazeiras (PB) a uma pena de 17 anos e três meses, em regime fechado.

O julgamento do Galego dos Cocos ocorreu na terça-feira dia 10 no fórum Ferreira Júnior no centro de Cajazeiras.

Narra à denúncia (fls. 2-3) que, no dia 30 de junho de 2017, o denunciado convidou a vítima, VICTÓRIA ALBUQUERQUE DIAS, de 17 anos na época para juntos fazerem uso de drogas, oportunidade que a levou a uma região da zona rural, no Sítio Santo Onofre, quando deu um golpe de “gravata” na vítima, asfixiando-a e a fazendo desmaiar. Em seguida, o acusado desferiu golpes de madeira contra a vítima levando-a a óbito. A motivação do crime foi uma suposta dívida da vítima para com o acusado no valor de R$200,00.

Galego dos Cocos foi o mesmo que matou jovem Thayza Criszantina Alves de Lima, 28 anos, que teve seu corpo encontrado no dia 18 de julho de 2017 dentro de um matagal, no sítio Capoeiras Sul, em Cajazeiras. Neste crime ele foi condenado a uma pena de 13 anos.

Ângelo Lima