quinta-feira, 30 de setembro de 2021

Crime Organizado na Paraíba: Polícia Civil prende 19 suspeitos e apreende fuzil, submetralhadora e artefatos explosivos


A primeira operação aconteceu nos municípios de Bom Sucesso, Catolé do Rocha, Coremas e Sousa. Nessa ação, que aconteceu nessa terça-feira, 28, a Polícia Civil prendeu 15 pessoas e apreendeu 10 armas de fogo, entre espingardas calibre 12, pistolas e revólveres. Maconha e cocaína também foram apreendidas, além da quantia de R$ 6.500,00.

A
Polícia Civil da Paraíba, por meio da Delegacia de Combate ao Crime Organizado (DRACO), do Grupo de Operações Especiais (GOE) e o apoio da 3ª Superintendência, prendeu, nas últimas 24 horas, 19 suspeitos de envolvimento com organizações criminosas. Dois deles são foragidos da justiça nos estados do Maranhão e Piauí, sendo este segundo o criminoso mais procurado pelas polícias daquele estado, devido ao seu alto grau de periculosidade.

A outra operação, desta vez contando com a participação da Polícia Civil do Piauí, foi deflagrada logo em seguida, na zona rural do município de Livramento. O alvo principal era o chefe de uma organização criminosa especializada em roubos a instituições financeiras e ataques a carros-fortes. Ele e outros três homens foram presos com um fuzil, uma submetralhadora e vários artefatos explosivos, prontos para serem usados em explosões a bancos.

O secretário da Segurança e Defesa Social, Jean Nunes – que acompanhou o monitoramento desses grupos durante o período das investigações –, disse em entrevista à imprensa que a forma como a Polícia Civil vem atuando tem sido crucial no desmantelamento de grupos criminosos, dentro e fora do estado.

“A Polícia Civil da Paraíba tem conseguido articular interna e externamente suas ações com estados vizinhos, para que a gente possa fazer esse combate ao crime organizado de forma mais eficiente. Nós já batemos o recorde na apreensão de armas e drogas com relação ao ano passado, e boa parte disso é fruto desse trabalho que a Polícia Civil, por meio da Draco e outras unidades, vem realizando no nosso estado”, disse o secretário.

Pronto para agir
O delegado-geral da Polícia Civil, André Rabelo, lembrou que o alvo principal preso na operação em Livramento é um dos homens mais perigosos do Piauí, o que acabou exigindo a interação entre as polícias dos dois estados, culminando com sua prisão no cariri paraibano.

“Ele responde a dezenas de processos. Ele já orquestrou, inclusive, o resgate de presos em um distrito policial naquele estado. Um sujeito extremamente perigoso e que sem sombra de dúvidas estava pronto para atacar instituições bancárias ou carros-fortes na Paraíba, nos próximos dias”, frisou Rabelo.

Os 19 suspeitos presos nas últimas 24 horas estão recolhidos, à disposição da justiça. Todo o material apreendido será submetido a exames periciais, para também serem entregues ao Poder Judiciário.

oblogdepianco.com.br com informações da Assessoria de Comunicação