segunda-feira, 9 de agosto de 2021

No Vale do Piancó, Torres estão sendo montadas às márgens das BR's 361 e 426 para levar energia eólica de Santa Luzia à Pombal

(Imagem na BR-426/Antonio Cabral)
Há algumas semanas a população de Piancó começou a perceber a instalação de torres de energia elétrica de alta voltagem às márgens das BR's 361 (entre Piancó e Patos) e 426 (entre Piancó e Coremas). Imagina-se que fosse para distribuir a energia solar que tem a Usina Fotovoltaica Coremas III, um complexo de energia solar localizado no município de Coremas, na Paraíba. O empreendimento contribui para ampliar a oferta de energia limpa e renovável no País. As torres que vem sendo instaladas no Vale do Piancó, farão a ligação de Santa Luzia até Pombal, conforme foi nformado pelos técnicos da empresa à Redação de oblogdepianco, que esteve in loco, observando o trabalho desenvolvido.
Completo Santa Luzia Energia Eólica 

Sobre a energia Eólica, de acordo com a Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica), o Brasil tem um potencial de geração de energia eólica estimado em cerca de 500 gigawatts (GM), o suficiente para atender o triplo da demanda atual de energia do país. Este número é mais de três vezes superior à produção de energia elétrica provinda de outras fontes, como a hidrelétrica, biomassa, gás natural, óleo, carvão e nuclear. A energia gerada com a força dos ventos ocupa o quarto lugar na matriz de energia elétrica nacional.
(Imagem na BR-426/Antonio Cabral)

O Complexo Santa Luzia é formado pelos parques Canoas, Lagoa I e Lagoa II. Alocados nos municípios de São José do Sabugí, Santa Luzia e Junco do Seridó, na Paraíba, cada um tem 15 aerogeradores com capacidade instalada de 31,5 MW. Os três parques entraram em operação nos meses de setembro e outubro de 2017, sendo os primeiros do Grupo no estado da Paraíba e o primeiro da região do sertão paraibano.

​​O empreendimento do Grupo Neoenergia será ampliado com a construção de mais 15 parques eólicos do Complexo Chafariz na mesma região da Paraíba, o que o tornará o maior comp​lexo eólico da Empresa na América Latina.

Antonio Cabral (DRT-PB 3985)/oblogdepianco.com.br