sexta-feira, 20 de agosto de 2021

Piancoense é o novo proprietário do Hotel Tambaú, por determinação colegiada da 20ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ)

Considerado novo proprietário do Hotel Tambaú, por determinação colegiada da 20ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), o piancoense, radicado em João Pessoa, advogado e empresário Rui Galdino já traça planos para a reestruturação do imóvel e posterior reabertura do hotel que é cartão-postal de João Pessoa. Ele informou, na quinta-feira (19), que transformará o imóvel em um resort, preservando a identidade do local.

Com a vitória jurídica, a primeira providência do paraibano será ir ao Rio de Janeiro fazer o pagamento do sinal referente ao leilão, que de acordo com a decisão da Justiça é de 25% do valor do lance, “(R$ 10.000.000,00), sendo que o saldo devedor deverá ser quitado em 12 parcelas mensais, iguais e sucessivas”.

Ainda na próxima semana, de volta à Paraíba, Rui Galdino pretende providenciar a imissão de posse do Hotel Tambaú, que de acordo com ele deve ocorrer em uma solenidade organizada pela Justiça no próprio imóvel, na quarta (25) ou quinta-feira (26). Na mesma ocasião, o paraibano fará uma entrevista coletiva à imprensa, quando também pretende apresentar as primeiras ações para reestruturação do hotel.

Ao Polêmica Paraíba, no entanto, Galdino já informou quais serão suas primeiras providências assim que tomar posse do hotel: uma reforma em toda a estrutura do imóvel, com duração de cerca de 8 meses, com previsão para início das obras já no mês de setembro. Os gastos, segundo ele, devem girar em torno de R$ 30 a R$ 40 milhões.

Além de uma reforma na estrutura, que deve receber acomodações de um resort, novos equipamentos serão comprados e o hotel ganhará uma nova mobília. “Queremos transformar o Hotel num estabelecimento 5 estrelas, com as novas adaptações”, disse.

“Vou resgatar um patrimônio histórico que sempre foi dos paraibanos. O Hotel Tambaú, esse gigante adormecido e muito mal tratado nos últimos anos, vai voltar a sorrir e ser o principal ponto de referência turística do nosso estado”, acrescentou.

A decisão
A decisão que reconhece Rui Galdino como arrematante do Hotel Tambaú ocorreu na tarde de ontem (18), no Rio de Janeiro, em que a Justiça carioca considerou os argumentos apresentados pelo paraibano e legitimou o lance atribuído por ele no leilão realizado em novembro do ano passado. “Foi uma decisão colegiada, de mérito, reconhecendo a nossa legitimidade”, avaliou Rui Galdino.

Na ação, ele alegava que, tendo a empresa Arnaldo Gaspar desistido de participar do lance vencedor, na época, o segundo maior lance, o dele, deveria ter sido considerado, o que agora foi reconhecido pela Justiça. Com isso, fica anulado o leilão realizado em fevereiro deste ano.

“Isso posto, dou provimento ao recurso para reformar as decisões de fls. 15.098 e 15.060, determinando que seja lavrado auto de arrematação em nome do Agravante, bem como sua intimação para que, no prazo máximo de dez dias, proceda ao depósito do valor referente ao sinal (25% – R$ 10.000.000,00), sendo que o saldo devedor deverá ser quitado em 12 parcelas mensais, iguais e sucessivas”, escreveu a desembargadora relatora da ação, Marília de Castro Neves Vieira.

CONFIRA A SEGUIR A DECISÃO


oblogdepianco.com.br