sábado, 21 de agosto de 2021

Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Piancó atende pleito da população e solicita do prefeito um novo Poço para a Horta Comunitária Urbana

A
Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Piancó, atendendo pleito da população que ainda faz uso de espaço na área próxima ao Conjunto Habitacional Padre Luciano, solicitou do prefeito Daniel Galdino (PP) um novo Poço para a Horta Comunitária Urbana, localizada nesta comunidade. Apesar de ser poucas as pessoas que ainda faz uso do espaço, a Mesa Diretora da Câmara está buscando ajudar aos moradores que ainda cultivam suas pequeas hortas. O poço existente na comunidade parou de dá água. O poço artesiano com pouca água significa problema de vazão, normalmente causado por falta de manutenção preventiva. Isso acontece quando o filtro está comprometido, quando a estrutura não está limpa, com acúmulos de ferro, cálcio, areia e até mesmo colônias de bactérias. Esse não foi o caso. A pouca vazão, desde o ínicio da perfuração do primeiro poço, dava sinais de que o líquido não teria longevidade e os moradores que faziam uso do líquido, ia ter que substituí-lo por outro meio para conseguir água. O carro pipa seria uma solução, mas não solcuionaria o problema da falta dágua para as hortas.

"O nosso objetivo é ver esta horta continuar, como sendo a integração social de grupos vulneráveis, utilizando como ferramenta de inclusão os trabalhos de horticultura, que contribuem efetivamente na melhora da alimentação das crianças e dos adultos ali residentes", disse o presidente da Câmara, vereador Wallace Militão (PP).

A Câmara aprovou o Requerimento, encaminhando-o ao prefeito para ver a possibilidade da construção (perfuração) de um novo Poço Artesiano naquele local.

Segundo o vereador Ney de Evandro (PP), "As hortas comunitárias têm o papel de produzir alimentos através do trabalho voluntário da comunidade. Projetos que visam a produção de alimentos com a participação da comunidade em áreas próximas às suas casas promovem a inclusão social e a segurança alimentar".


A horta comuniária exisente hoje numa área aberta na parte alta da cidade, próximo ao Conjunto Habitacional Padre Luciano, idealizada por um grupo de franceses que estiveram em Piancó, há mais de 10 anos, e tem poucas pessoas ainda hoje, fazendo uso do solo, talvez pela falta dágua e também pelo empobrecimento do solo. É importante fazer a 'rotação de culturas', alternando o plantio de diversas culturas na mesma área.

A Mesa Diretora da Câmara disse que fará visitas ao local - como já faz alguns parlamentares -, e buscaram incentivar as famílias, não só naquela comunidade urbana, mas também em outras áreas da cidade, a fim de incentivar o cultivo caseiro de hortas em pequenos espaços em suas residências.

A prefeitura de Piancó busca instituir projeto semelhante ao já existente na cidade de Fortaleza (CE), que desde junho de 2016, apoia o 'Projeto Hortas Sociais da Prefeitura de Fortaleza' e que tem contribuído para melhorar a vida de dezenas de pessoas, especialmente idosas e em situação de vulnerabilidade social, ao mesmo tempo em que incentiva a agricultura urbana.

São realizadas de três a quatro safras por mês nos três equipamentos.

As hortaliças produzidas são 100% naturais com irrigação automatizada – por gotejamento e plantadas no sistema de vasos (fibra de coco estéril). Entre os alimentos que vão parar na mesa dos participantes do Projeto estão tomate-cereja, alface, couve, coentro, maxixe, pimentinha, pimentão (verde, vermelho e amarelo), entre outros.

Fonte: oblogdepianco.com.br