terça-feira, 13 de julho de 2021

Na PB, Polícia Civil prende padrasto por agressão física a enteado de quatro anos

(Reprodução)
A
Policia Civil da Paraíba, através da delegacia de Serra Redonda, com o apoio da Seccional de Itabaiana e da Polícia Militar, prendeu na manhã da segunda-feira, 12, um homem suspeito de ter praticado agressão física contra uma criança de quatro anos de idade.

O caso aconteceu na cidade de Serra Redonda e o agressor, que é padrasto da criança, alegou que ela havia caído de um beliche, mas o tipo de corte no rosto do menor não era condizente com uma queda e sim provocado por objeto cortante.

"Os policiais que atenderam o caso e ouviram testemunhas na delegacia de Serra Redonda desconfiaram e passaram a investigar o suspeito e sua relação com o enteado, sendo constatado que a criança sofria retaliações por parte do padrasto. O fato foi registrado na quinta-feira, 8, e após investigações o homem foi preso", informou o delegado seccional de Itabaiana, Danilo Orengo.

A prisão foi realizada pela equipe do delegado de Serra Redonda, Ivanildo Morais, com o suporte do delegado seccional de Itabaiana, Danilo Orengo, e o apoio da guarnição da Polícia Militar na região.

"Durante as investigações para subsidiar o inquérito policial, nós constatamos que realmente a criança era torturada, era presa em um quarto e quando chorava era agredida fisicamente. Ela sofreu um corte no rosto que levou sete pontos, além de lesões em outras partes do corpo. Isso tudo foi constatado através de exame de corpo de delito e de testemunhas que apontaram que o padrasto agredia o enteado", explicou o delegado Ivanildo Morais.

O delegado seccional Danilo Orengo ressaltou a importância da população denunciar casos de violência como este para que a Polícia possa tomar as providências e dar uma resposta à sociedade.

"É importante que a população utilize nosso canal de denúncias através do número 197. Qualquer tipo de denúncia pode ser feita e a ligação é gratuita e anônima, sendo garantido o sigilo absoluto sobre quem denunciou", concluiu.

*Assessoria de Comunicação. Polícia Civil da Paraíba

oblogdepianco.com.br