quarta-feira, 2 de junho de 2021

Promotoria de Piancó recomenda suspensão de evento alusivo à festa de padroeiro Santo Antonio, que acontece de 01 a 13 de junho

A
Promotoria de Justiça de Piancó recomendou, nesta terça-feira (01/06), à Paróquia de Santo Antônio,  que se abstenha de realizar carreata marcada ou qualquer outro evento que resulte na aglomeração de pessoas, inobservância e impossibilidade de controle das medidas sanitárias e de distanciamento social impostas pela pandemia de covid-19. O evento havia sido anunciado pelo pároco em alusão à Festa de Santo Antônio, padroeiro da cidade, que começou nesta terça-feira. O padre disse que cumpriria a orientação do Ministério Público da Paraíba.

A recomendação ministerial foi expedida pela promotora de Justiça de Piancó, Artemise Leal Silva. A representante do MPPB entendeu que o evento, embora fosse uma carreata, tem uma grande importância para os moradores da região e também atrairia pessoas a pé, gerando aglomeração. “Segundo informações extraídas do sítio eletrônico do Governo do Estado da Paraíba, o Hospital Regional Wenceslau Lopes, está com 100% da taxa de ocupação de leitos, inexistindo acomodações hospitalares (UTI e Enfermaria) disponível à população”, ressalta em trecho do documento.
Igreja de Santo Antonio (Crédito: Antonio Cabral)

Artemise Leal justifica ainda que a medida de prevenção deve ser tomada devido ao aumento no número de pessoas que testaram positivo para covid-19 nos últimos dias, em Piancó, bem como ao fato de que o Município encontra-se com situação epidemiológica chamada como “ bandeira laranja ”, requerendo restrição de mobilidade. A promotora ainda observou que uma recomendação não atinge as atividades realizadas na igreja com até 30% da capacidade de acomodação, como permitido o decreto estadual vigente.

De acordo com as redes sociais da paróquia, o evento estava marcado às 17h30, com saída do Parque de Exposição Elzir Matos, percorrendo as principais ruas da cidade. A igreja também marcou para as 17h a adesivagem dos transportes. A promotora de Justiça disse que o pároco comunicou que atenderia à recomendação. Ele também adicionou à Promotoria um áudio com uma nota gravada e endereçada aos fiéis, suspendendo o evento e solicitando que não comparecessem à carreata programada.

“Eventos dessa natureza (carreatas, passeatas, etc.) colocam uma população em risco demasiado, visto a impossibilidade dos organizadores garantirem fielmente o cumprimento pelos participantes das normas sanitárias e de distanciamento social ao longo de todo o percurso”, diz trecho da recomendação, adicionado que “as festividades de Santo Antônio podem ser realizadas de maneira a não colocar em exposição elevada e desnecessárias ao coronavírus os fiéis que querem participar, como se vê em diversas outras paróquias do Estado da Paraíba”.

oblogdepianco.com.br com MPPB