terça-feira, 22 de junho de 2021

Cofen-Capes lançam edital para mestrados em Enfermagem

E
stá aberto o
edital de seleção para Programas de Pós-Graduação interessados na oferta de mestrado profissional em Enfermagem. Fruto da parceria do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) e da Capes/MEC (Coordenação de Aperfeiçoamento do Pessoal de Nível Superior – Capes), o edital vai financiar a abertura de vagas em três eixos temáticos: a) Sistematização da Assistência de Enfermagem; Gestão em Enfermagem; Tecnologia e Inovação em Enfermagem.

Serão ofertadas 140 vagas na modalidade “turma sede” e 40 na modalidade “turma fora de sede” tendo como prioridade o atendimento à região da Amazônia Legal e estados onde não há cursos de Mestrado Profissional em Enfermagem estabelecidos. Os projetos devem ser submetidos até as 17h do dia 30 de julho (horário de Brasília).

“É um orgulho anunciar o lançamento do edital, dando continuidade ao maior programa de apoio ao Mestrado Profissional no país. Incluímos o eixo temático ‘Tecnologia e Inovação em Enfermagem’, que vai incentivar a pesquisa e incorporação tecnológica, fomentando boas práticas”, afirma a presidente do Cofen, Betânia dos Santos.

Professora da UFPB e doutora em Medicina e Saúde, Betânia destaca que a formação acadêmica potencializa os resultados, ao envolver profissionais que atuam diretamente na assistência e conhecem bem a realidade em seus trabalhos. “Queremos formar mestres capazes de intervir na realidade do Sistema Único de Saúde (SUS), contribuindo para a melhoria da assistência em Enfermagem”, ressalta.

A parceria Cofen/Capes visa a formação de 500 enfermeiros em cinco anos. O valor, 100% financiado pelo Cofen, garante a formação gratuita dos profissionais com vínculo empregatício na rede de Saúde Municipal, Estadual, Federal e nas Instituições Privadas e Filantrópicas que prestem serviços ao SUS.

Mestres egressos das primeiras turmas já estão implementando e publicando resultados de seus trabalhos, com impacto em sua atuação e na rede de assistência. O programa tem ajudado a diminuir o descompasso entre a qualificação oferecida aos profissionais e as necessidades da Saúde Coletiva.

O edital manteve a possibilidade de financiamento a mestrado na modalidade fora de sede, que amplia o acesso nas diversas regiões do Brasil. “A necessidade de oferta de vagas “fora de sede” decorre da ausência de programas de mestrados nas regiões prioritárias. As dificuldades dos enfermeiros da rede de atenção à saúde de se qualificarem em nível de mestrado profissional decorrem da inexistência ou insuficiência dessa modalidade de formação em alguns estados, associado a questões geográficas, tanto da grande distância de centros com maior disponibilidade, quanto da problemática dos elevados custos pessoais e sociais envolvidos para o deslocamento dos profissionais”, enfatiza Neyson Freire, fiscal do Acordo Cofen/CAPES.


oblogdepianco.com.br com Ascom/Cofen