sábado, 22 de maio de 2021

Crescimento no número de casos de Covid-19 na Paraíba preocupa CRM-PB; leitos de UTI no Sertão estão colapsados

CRM-PB constatou que os 75 leitos de UTI disponíveis nas unidades de saúde referência Covid-19 nas cidades de Cajazeiras, Patos, Pombal e Piancó estavam ocupados.

(Hospital Regional Wenceslau Lopes em Piancó)
O
Conselho Regional de Medicina do Estado da Paraíba (CRM-PB) tem acompanhado a ocupação dos leitos nas unidades de saúde referência para pacientes com Covid-19 e observado que, novamente, o número de casos e internamentos estão crescendo. Nos dias 18 e 19 de maio, o Censo do CRM-PB nestes hospitais constatou que 100% dos leitos das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) das unidades do Sertão paraibano estavam ocupados. Em Campina Grande, as UTIs do Hospital de Clínicas e do Hospital Universitário Alcides Carneiro também estavam com todos os seus leitos ocupados.

“Estamos extremamente preocupados com esta ocupação cada vez maior dos leitos covid no estado. Esta semana observamos o colapso no Sertão, um grande aumento em Campina Grande e, certamente, acontecerá o mesmo nos municípios do litoral. A situação dos médicos também nos preocupa, pois estamos sobrecarregados há mais de um ano de pandemia, nos esforçando ao máximo para dar conta do atendimento aos pacientes. Precisamos da colaboração de todos, não promovendo aglomerações, usando máscaras e higienizando as mãos, inclusive os que já foram vacinados”, afirmou o vice-presidente do CRM-PB, Antônio Henriques.

Sertão em colapso 
No dia 18 de maio, levantamento do CRM-PB constatou que os 75 leitos de UTI disponíveis nas unidades de saúde referência Covid-19 nas cidades de Cajazeiras, Patos, Pombal e Piancó estavam ocupados. Nas enfermarias, onde também há 75 leitos disponíveis, 64 estavam ocupados, restando onze leitos disponíveis. Entre março e maio, estas unidades de saúde aumentaram a quantidade de leitos de UTI de 61 para 75 e, mesmo assim, continuam sobrecarregados. Todos estão com ocupação de 100% nos leitos de UTI, mas o Hospital Regional de Piancó está trabalhando acima do limite. Com 7 leitos intensivos, havia 8 pacientes internados. Na enfermaria a situação se repete: são 12 leitos de enfermaria instalados, porém havia 16 pacientes internados.

O levantamento do CRM-PB analisou cinco unidades de saúde referência Covid no Sertão paraibano

Os leitos de UTI registram os seguintes percentuais de ocupação: Hospital Regional de Patos 100%; Hospital Regional de Cajazeiras com 100%; UPA de Cajazeiras com 100%; Hospital Regional de Pombal com 100% e Hospital Regional de Piancó 114%.

Campina Grande tem 2 hospitais com UTI 100% ocupada – No dia 19 de maio, o CRM-PB divulgou levantamento acerca da ocupação de leitos dos hospitais covid em Campina Grande. O Hospital de Clínicas estava com os seus 60 leitos de UTI ocupados e o Hospital Alcides Carneiro com seus 10 leitos de UTI ocupados. O levantamento mostrou também que outras unidades de saúde da cidade possuíam leitos disponíveis: dos 186 leitos de UTI Adulto Covid instalados (públicos e privados), 128 estavam ocupados, restando 58 disponíveis. Destas vagas, 48 são em hospitais públicos e 10 em privados.

O levantamento considerou os leitos exclusivos para o tratamento da covid-19 em nove unidades de saúde, sendo seis públicas e três privadas. As públicas são: Hospital Universitário Alcides Carneiro, Hospital de Clínicas, Hospital Pedro I, Hospital de Trauma, UPA Alto Branco e Isea (exclusivo para gestantes). As privadas: João XXII, Antônio Targino e Santa Clara.

Os dados mostraram também que os leitos de enfermaria estão com alta ocupação, ficando um índice geral de 78%. O Hospital Pedro I estava com todos os 99 leitos de enfermaria ocupados e a UPA Alto Branco com 17 dos 19 leitos com pacientes internados. Do total de 256 leitos de enfermaria instalados nas unidades de saúde observadas pelo CRM-PB, 199 estavam ocupados, restando 57 leitos disponíveis.

oblogdepianco.com.br com CRM-PB