quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021

Cabo Gilberto defende colega de partido preso por atacar ministros do STF

Fonte: Paraíba Já

Daniel Silveira divulgou um vídeo onde faz apologia ao AI-5, instrumento de repressão da ditadura militar, e defende o fechamento do Supremo Tribunal Federal

(Foto: reprodução/Twitter)
O deputado estadual Cabo Gilberto (PSL), usou as redes sociais na noite da terça-feira (16) para prestar solidariedade ao colega de partido, Daniel Silveira (PSL-RJ), que foi preso na noite de ontem, em flagrante, após ataques a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).


Daniel Silveira divulgou um vídeo no qual faz apologia ao AI-5, instrumento de repressão mais duro da ditadura militar, e defende o fechamento do Supremo, o que é inconstitucional.

Em uma das publicações, o parlamentar paraibano classificou a ação do STF como “ditadura da toga” e “ativismo judicial”, e afirmou que, se fosse presidente da Câmara dos Deputados, uma reunião seria marcada com todos os deputados para revogar a prisão, que ele chamou de “ilegal”.

“Estamos de fato vivenciando a ditadura da toga, o ativismo judicial ultrapassou todos os limites! Se eu fosse o presidente da câmara dos deputados, eu reunia todos os deputados agora e revogava essa prisão ilegal do ministro do STF Alexandre de Morais”, afirmou.

O deputado ainda publicou uma parte do texto da Constituição Federal, que trata da prisão de deputados e senadores, solicitando que os colegas a mostrem ao ministro Alexandre de Morais, responsável pelo mandado de prisão do seu colega de partido.