domingo, 13 de setembro de 2020

Em S. dos Garrotes, carro de pré-candidato a vereador é atingido por fogo supostamente criminoso


Na última sexta-feira (11) a cidade de Santana dos Garrotes participou da Convenção do DEM, onde homologaram os nomes do medico Willame Teotônio e Augusto Antas, para participar do pleito eleitoral de 2020, como candidatos a prefeito e vice, respectivamente.  Durante a convenção, vários pré-candidatos a vereador, usaram os microfones para manifestar suas idéias e propostas para caso eleito, executarem a partir de 2021. O empresário e pré-candidato a vereador, Cirino Neto (Neto Caica), foi um dos que usaram da palavra e num tom emocionado e 'agressivo', falou sobre a maneira como a atual gestão vem tratando o santanense. 

No dia seguinte após a convenção, sabado (12), por volta do meio-dia, um fogo numa montanha de lixo em um terreno próximo ao depósito de material de construção do empresário e pré-candidato Neto Caica, na Rua professora Maria Silva, no centro da cidade, chamou atenção de alguns moradores que ao observarem o fogaréu viram o caminhão de Neto em chamas. Populares tentaram apagar o fogo para não atingir o caminhão que estava bem próximo ao lixo. Após apagar o fogo, as pessoas viram que o caminhão Ford F4000 (foto) tinha sido atingido na parte inferior e danificou toda a parte elétrica.

O empresário e pré-candidato foi chamado ao local e observou que aquela montanha de lixo está naquele local há mais de uma semana e ao examinar seu caminhão, verificou-se que toda a parte elétrica foi danificada causando-lhe um prejuízo que ele agora vai reaver na justiça. Neto Caíca (foto) disse que seus advogados irão apresentar queixa na justiça para saber as causas do incêndio, se foi ocasional ou criminal.  

A população está atenta ao fato e estão até relacionando o fato ao discurso 'agressivo' do pré-candidato Neto Caíca na Convenção, um dia anterior ao incêndio. Caberá a justiça, após perícia, identificar a causa do fogo que atingiu o caminhão do empresário santanense e punir os possíveis culpados.

"Não podemos acusar ninguém até que a justiça se manifeste e a perícia diga o que deu início ao fogo que atingiu o caminhão, ferramenta do meu trabalho", disse Neto.


oblogdepianco.com.br