segunda-feira, 10 de agosto de 2020

Presidente do Cidadania, Ronaldo Guerra descarta diálogo com Cartaxo e admite aliança com Cícero na Capital

O presidente estadual do Cidadania, Ronaldo Guerra, descartou qualquer possibilidade de diálogo com o grupo do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, visando o pleito municipal deste ano, deixando aberta a construção de aliança com Cícero Lucena.

Guerra disse que o Cidadania tem duas opções em João Pessoa: lançar candidatura própria ou indicar um vice em algum dos partidos aliados ao governador João Azevedo, citando os pré-candidatos do DEM, Raoni Mendes, do PT, Anísio Maia, PRTB, Eduardo Carneiro, e PTB com Wilson Filho.

O presidente disse que tem como prazo o dia 30 de agosto, data que serão iniciadas as convenções partidárias, para pensar nas alianças locais. Contudo, afastou do debate pré-eleitoral o diálogo com a pré-candidata Edilma Freire (PV), indicada por Cartaxo para disputar a prefeitura da capital. “O PV está fora do arco de alianças com o governador João Azevedo, ficando difícil manter o diálogo”, ressaltou.

Em relação ao pré-candidato do Progressistas, Cícero Lucena, Ronaldo Guerra afirmou que vem conversando com ele ultimamente e é provável uma aliança, com o Cidadania indicando o candidato a vice-prefeito. Ainda que existam problemas políticos em alguns municípios como Cabedelo e Cajazeiras, essas desavenças não interferem no jogo político em João Pessoa.

parlamentopb