domingo, 26 de julho de 2020

E AGORA, JOÃO!? Governador vai apoiar dois nomes à prefeitura de Piancó; entenda

As eleições praticamente já tiveram início em vários pontos do Brasil, especialmente no Nordeste e no Vale do Piancó. Na cidade de Piancó a campanha está posta e é vista a olhos nus. Os pré candidatos a prefeito são os mais ativos, nas visitas e em redes sociais. 

O período da pré-campanha é tão ou mais importante quanto o período da campanha eleitoral propriamente dita. A pré-campanha é o período que antecede uma campanha eleitoral, e se torna ainda mais significativa, já que os candidatos terão apenas 45 dias de campanhas eleitorais. E a visibilidade que eles conquistarem durante a pré-campanha, terá grande peso durante este período.

As regras para a pré-campanha são simples: o pré-candidato poderá fazer publicações normalmente e impulsioná-las, desde que nelas não haja propaganda política, nem pedido de votos.

Pré candidaturas em Piancó com o apoio de João Azevedo
Um fato interessante, mas sem novidades em eleições, diz respeito as pré candidaturas a prefeito de Piancó com o apoio do governador João Azevedo (Cidadania). Dois nomes se colocam como sendo pre candidatos a prefeito com o apoio do governador: Edvaldo Caldas Júnior e Sales Lima. Enquanto Júnior Caldas tem o aval do Cidadania (partido do qual é filiado), Sales (ex-prefeito) está no DEM (Democratas). Essa 'disparidade' está confundindo o eleitor que não consegue entender o porque de a 'Oposição' oficial ter dois nomes e não chega a um consenso para compor uma única chapa majoritária, que vá a disputa contra a reeleição do atual prefeito Daniel Galdino (Progressistas). 

Em Piancó, o Cidadania (partido do governador João Azevedo), definiu por lançar a pré-candidatura a prefeito do advogado Edvaldo de Caldas Júnior, filho do ex-prefeito Edvaldo Caldas que governou o município por três vezes. Ele conta com o apoio do presidente estadual do Cidadania, secretário Chefe de Gabinete do Governador, Ronaldo Guerra, e do deputado Branco Mendes (Podemos).

Sales e Edvaldo Júnior são da base de oposição local e vão concorrer contra o atual prefeito Daniel Galdino (Progressistas), filho da ex-prefeita (por duas vezes) Flávia Galdino. Sales foi prefeito entre 2013 e 2016 (o vice-prefeito era Edvaldo Caldas), tem o apoio do deputado federal Efraim Filho (DEM).

Bastidores da política local são conta de que as oposições pode voltar a se reunificar numa única candidatura tendo Edvaldo Júnior (Cidadania) na cabeça de chapa e uma indicação de Sales Lima (DEM) para a vice.

O segredo de uma pré-campanha eleitoral bem-feita é a construção de uma plataforma sólida que envolva a população e divulgue suas ideias e possíveis propostas. Com essas dicas ficará muito mais fácil realizar, posteriormente, uma campanha de sucesso.

Enquanto a 'Oposição' oficial segue com dois nomes (Junior Caldas e Sales Lima), outros dois nomes que se dizem 'alternativos', seguem por fora: Marinês de Bem Tomaz (PSL) e Antonio Neto (PTB).


As eleitoras e eleitores que desejem se candidatar nas próximas eleições é recomendável que verifiquem junto à Justiça Eleitoral a regularidade de sua situação como, por exemplo, se existem multas eleitorais ou se a filiação partidária está hígida.

Domicilio eleitoral
Nas eleições de 2020, o candidata ou candidato deve possuir domicílio eleitoral pelo prazo mínimo de seis meses, o mesmo prazo exigido para a filiação partidária, no caso de filiação é importante observar se o estatuto partidário não estabeleça prazo maior de seis meses para a filiação partidária.

Propaganda eleitoral
A propaganda eleitoral será permitida somente após o dia 15 de agosto do ano que vem, desde que não envolva o pedido explícito de voto.

A lei não considera propaganda eleitoral antecipada o anúncio de pré-candidatura ou a exaltação pelo pré-candidato de suas qualidades pessoais.

oblogdepianco.com.br com meuartigo.brasilescola