sábado, 20 de junho de 2020

Ex ministro Abraham Weintraub vai ter salário de R$ 116 mil no Banco Mundial

O ex-ministro da Educação Abraham Weintraub, que deixou o cargo na 5ª feira (18.jun.2020), vai receber 1 salário de R$ 116 mil (US$ 21.547) caso assuma cargo no Banco Mundial. O valor representa 1 aumento de quase 400% em relação ao salário de R$ 30.934 que ele recebia como ministro.

Anualmente os vencimentos chegarão a R$ 1,3 milhão (US$ 258.570). Por ser funcionário internacional, Weintraub não será cobrado pela Receita dos Estados Unidos e o valor será livre de imposto.

Weintraub foi indicado pelo governo brasileiro para o cargo de Diretor Executivo do Banco Mundial e vai representar o Brasil e demais países do grupo que o país intregra da instituição: Colômbia, Filipinas, Equador, República Dominicana, Haiti, Panamá, Suriname e Trinidad e Tobago.

Em nota, o Banco Mundial informou que recebeu a indicação de Abraham Weintraub para o cargo e que, se for avalizado pelo grupo, cumprirá o restante do atual mandato até 31 de outubro de 2020.

NOTA
“O Banco Mundial recebeu uma comunicação oficial das autoridades brasileiras de que o Sr. Abraham Weintraub foi nomeado para Diretor Executivo representando o Brasil e seus membros no Conselho de Administração Executivo do Grupo Banco Mundial. Se eleito pelo seu círculo eleitoral, ele servirá o restante do mandato atual, ou seja, até 31 de outubro de 2020, quando o cargo precisará ser renomeado e eleito.

Os diretores executivos não são funcionários, são os representantes de nossos 189 acionistas.”

Continue lendo no Poder 360.