segunda-feira, 18 de maio de 2020

Em JP, Vereadora Eliza critica decreto da Paraíba por proibir eventos religiosos: “É comunista”

A vereadora Eliza Virgínia criticou o decreto do Governo da Paraíba que, em um de seus trechos, proíbe a realização de cultos e missas em todo o território estadual durante a pandemia. Eliza considera que a medida deve ser retirada do decreto para que as lives das celebrações religiosas não sejam barradas pelas autoridades policiais.

Ela declarou que o texto é comunista. “Esse texto é comunista, anticristão. É um texto que fere a nossa Constituição no artigo 5º”, e citou o que diz esse artigo sobre a liberdade de cultos religiosos.

Eliza Virgínia pediu ao governador a retirada do artigo. “Senhor governador, por favor, retire esse artigo 2º do Decreto nº 40.242. Não importa despercebido nos outros decretos, mas a gente sabe que muitas pessoas estão ligando para a Prefeitura de João Pessoa, para a Semam, dizendo que ali está tendo culto, aglomeração, mandando a polícia ir lá fechar, simplesmente porque eles estão gravando uma live, com pouquíssimas pessoas.”

“A gente vai entrar na Justiça para retirar esse artigo desse decreto porque é totalmente inconstitucional. Fere a liberdade de culto. A gente não pode perder esse direito. Não estamos num país comunista”, argumentou a vereadora.

ParlamentoPB