terça-feira, 14 de abril de 2020

“Os governos têm que se unir”, diz Romero sobre enfrentamento ao coronavírus

Em entrevista concedida à Caturité FM, nesta segunda-feira, 13, o prefeito Romero Rodrigues (PSD) rebateu críticas do secretário estadual de Saúde, Geraldo Medeiros (Cidadania).

As críticas direcionadas ao gestor campinense giram em torno da possível reabertura gradual do comércio de Campina Grande, neste momento de pandemia que o país vem enfrentando desde o último mês de março.

O secretário de Saúde já alertou sobre uma possível flexibilização no isolamento social e declarou que “se retornarem, teremos maior número de casos, um pico de incidência de maior número de mortes”.

Para Romero, este momento de enfrentamento ao Covid-19 não é propício para o que ele chamou de “fazer política” , e ressaltou da importância da união entre os governos federal, estadual e municipal.

“Há mais de um mês vem se falando em explosão de casos, e isso é pautado em suposições. Nós propomos uma reabertura gradual com medidas efetivas de proteção da vida. Eu não vou estar politizando o tema, pois, tem muita gente querendo pegar carona no vírus. Política é nas eleições, agora não é hora de fazer política, os governos têm que se unir, e não brigar. O Covid-19 é nosso inimigo comum”, afirmou.

Por fim, o prefeito de Campina Grande defendeu o governo federal pela instituição de um auxílio emergencial aos trabalhadores informais e autônomos.

“O único governo que eu vi ter uma atitude em relação a auxílio de ajuda, foi o governo Federal, que está todo mundo tentando massacrar”, disse.


paraibaonline