domingo, 15 de março de 2020

Programa Previne Brasil é debatido em Piancó

A Prefeitura de Piancó através da secretaria de saúde, realizou durante a segunda semana de março no auditório do Fórum Desembargador Luiz Sílvio Ramalho a sua  Oficina de Trabalho, relativa ao Programa Previne Brasil instituído pela Portaria 2.979/2019 do Ministério da Saúde. O Ministério da Saúde estabeleceu o Programa Previne Brasil, que constitui novo modelo de financiamento de custeio da Atenção Primária à Saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde, por meio da alteração da Portaria de Consolidação nº 6/GM/MS, de 28 de setembro de 2017. 

Os recursos  serão transferidos na modalidade fundo a fundo, de forma regular e automática, aos Municípios, ao Distrito Federal e aos Estados e repassados pelo Bloco de Custeio das Ações e Serviços Públicos de Saúde. Essa é a nova forma de financiamento da APS – Atenção Primária à Saúde, comparando-a com o financiamento anterior da AB Atenção Básica no sentido de estabelecer estratégias de trabalho para melhorar a captação de recursos junto ao Governo Federal.

Segundo o secretário de saúde da cidade de Piancó, Antonio Leite Neto,  o novo modelo vai aportar mais recursos para os municípios que melhorarem a saúde dos cidadãos, especialmente nos serviços de saúde da atenção primária, que cuida dos problemas mais frequentes, como diabetes e hipertensão, através de consultas médicas, exames e vacinação.

Antes, a distribuição de recursos era feita com base na quantidade de pessoas residentes e de serviços existentes em cada município, sem considerar o atendimento efetivamente prestado pelas 43 mil Equipes de Saúde da Família (ESF) que atuam no país. Atualmente esses profissionais atendem cerca de 90 milhões de pessoas. A avaliação do governo é de que as equipes podem atender até 140 milhões de pacientes.

oblogdepianco.combr
Imagens: Assessoria