quinta-feira, 19 de março de 2020

CAGEPA não fornece água e a população de Piancó fica sem nenhuma informação sobre o que está acontecendo

Diante do problema constante de falta de água na cidade de Piancó, moradores  se utilizam de recipientes para armazenar água da chuva  devido à interrupção do fornecimento do serviço prestado pela Cagepa. Ou então adquirem a água em carros pipas (os que podem pagar). O que poderia ser ocasional,  virou rotina em Piancó.  De acordo com informações extraoficiais, a Cagepa, empresa fornecedora de água na cidade, as interrupções no abastecimento  são decorrentes de manutenções corretivas ou preventivas realizadas pela companhia, e em muitos casos, problemas causados com a bomba de sucção que leva a água até a ETA (Estação de Tratamento de Água) que fica próximo a BR-361.

A Ouvidoria atende aos clientes de segunda a sexta-feira das 07h30min às 11h30min e de 13:30 às 17:30 pelo telefone (83) 3218-1366 e pelo e-mail ouvidoria@cagepa.pb.gov.br.

A vida, como nós a conhecemos, não existe sem água. Todos os organismos contêm água, que aparece como o constituinte químico mais abundante na célula, participando diretamente dos principais processos vitais. É so lembrar que na fotossíntese, processo básico da vida, o gás carbônico e a água são usados para a síntese de glicose, o principal alimento energético da célula. (curso-objetivo)

"O Rio tá cheio, tá chovendo quase todo dia, então água tem a vontado; porque a Cagepa não distribui essa água com os consumidores?", reclamou um cliente.


Falhas no fornecimento de água estão cada vez mais frequentes e cada vez mais longas, como tem ocorrido nas últimas semanas em Piancó. O Código de Defesa do Consumidor define os serviços de saneamento básico - como é o caso da água -, como um bem essencial à vida humana, que deve ter fornecimento adequado e contínuo, além da garantia da efetiva reparação pelos danos causados pela falta do serviço. A CAGEPA não fornece água e a população de Piancó fica sem nenhuma informação sobre o que está acontecendo.

A PROTESTE orienta o consumidor a buscar seus direitos se ficar sem água por muitas horas e não conseguir tomar um banho, lavar a louça ou roupa, usar o banheiro, cozinhar, entre outros. Afinal, paga-se caro pelo fornecimento de água e quando é preciso reclamar o consumidor não consegue acesso aos canais de atendimento das distribuidoras.


O nosso espaço (oblogdepianco) está a disposição da CAGEPA para qualquer informação e/ou esclarecimento que queira prestar a população consumidora.

oblogdepianco.com.br