quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

NA MIRA: Jane Panta defende investigação contra João, Lígia e deputados

A deputada estadual Jane Panta (PP) não imunizou nenhuma parlamentar da Assembleia Legislativa no âmbito da Operação Calvário. Em entrevista ao jornalista Wallison Bezerra, na MaisTV, canal de vídeo do Portal MaisPB, nesta terça-feira (11), a oposicionista foi taxativa a afirmar que, quem tiver algum envolvimento com o esquema de corrupção através de Organizações Sociais (OS) desbaratado pelo Ministério Público da Paraíba deve ser punido, independente do agrupamento político.

“Que seja dado nomes aos bois. Quem for culpado ou participou tem que ser exposto para o Estado. Se alguém da bancada de oposição estiver participando disso, tem que ser punido, seja quem for. Não é questão de situação, oposição, G10 ou G11. Quem estiver envolvido deve ser punido”, sustentou.

Ainda durante a entrevista, Jane Panta comentou sobre o pedido de impeachment do governador João Azevêdo (Cidadania) e da vice-governadora Lígia Feliciano (PDT) que tramita na Casa Epitácio Pessoa e que tem sua assinatura entre os deputados que querem a cassação do chefe do Executivo estadual. Ela justificou impedimento dos mandatos de João e Lígia argumentando que, em depoimento, a ex-secretária estadual de Administração, Livânia Farias, garantiu a chapa eleita em 2018 foi beneficiada com dinheiro da corrupção através das OS’s investigadas.

“Os mesmos faziam parte de um projeto. Projeto esse que modificou a história política Paraíba. Se tivéssemos uma eleição limpa, uma campanha sem o uso do dinheiro público o quadro seria outro. A ocasião viu que os dois estavam juntos. Não tem como separar. A secretária [Livânia Farias] deixou claro que o dinheiro foi para a chapa. Porque um e ou outro não? Estamos tentando fazer de forma justa”, argumentou.

MaisPB