quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

Criança Feliz: Brasil participa pela 1ª vez de evento internacional sobre visitação domiciliar



Foto: Mauro Vieira
Os bons resultados do programa Criança Feliz, coordenado pelo Ministério da Cidadania, serão apresentados durante a 5ª Cúpula Nacional de Visitação Domiciliar, entre os dias 29 e 31 de janeiro, em Washington (EUA). É a primeira vez que o Brasil participa do evento que reúne os maiores especialistas e profissionais dos Estados Unidos sobre o tema. Para a secretária Nacional de Promoção do Desenvolvimento Humano do Ministério da Cidadania, Ely Harasawa, é a oportunidade não só de divulgar a iniciativa brasileira já reconhecida internacionalmente, como a de trazer experiências para a formação dos profissionais que atuam no programa em diferentes regiões do país. 

"É um evento grande e os Estados Unidos são referência nas visitas domiciliares. A minha expectativa é conhecer outras iniciativas que trabalham essa formação, que é o nosso grande desafio. Para mim, o mais importante é como que esses visitadores estão prestando um serviço de qualidade lá na ponta, porque é isso que vai fazer a diferença”, disse.

Ano passado, o Criança Feliz recebeu o WISE Awards da Cúpula Mundial de Inovação para a Educação. O prêmio reconheceu o trabalho desenvolvido pelo governo federal como uma das principais e mais inovadoras iniciativas do mundo na área.

A apresentação sobre a experiência brasileira será realizada na quinta-feira (30), durante o painel “Desenvolvimento da Força de Trabalho da Visitação Domiciliar Durante Rápida Expansão: Lições de Outros Países que abordará também a experiência da China, com a implementação das visitas domiciliares. Na ocasião, a secretária Ely Harasawa irá compartilhar o tempo de fala com a consultora sênior da Fundação de Desenvolvimento e Pesquisa da China, Mary Young, que também é consultora internacional do Criança Feliz. “É uma metodologia que tem evidências, muitos estudos dizem que a visita é uma estratégia muito interessante, efetiva para você provocar mudanças. No contato com as famílias, você tem condições de aprofundar determinados assuntos, a chance de levar orientação e de trazer determinadas demandas. Tudo isso para poder resolver”, concluiu a secretária.

Programa Criança Feliz
O programa Criança Feliz promove o desenvolvimento adequado na primeira infância, integrando ações nas áreas de saúde, assistência social, educação, justiça, cultura e direitos humanos. Hoje, 23 mil profissionais capacitados orientam sobre o desenvolvimento das crianças de até 3 anos inseridas no Cadastro Único para programas sociais do governo federal e de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Atualmente, 2.895 municípios já aderiram ao Programa. Eles representam 52% de todos os municípios do Brasil. Já foram realizadas 26,5 milhões visitas domiciliares em todo o país. Para saber mais, acesse a página oficial do Criança Feliz.

Por Roberta Ribeiro
Assessoria de Comunicação