quarta-feira, 11 de agosto de 2021

O governo federal vai publicar uma MP nesta quarta-feira (11) que permite os postos venderem combustíveis de diferentes marcas

(Imagem ilustrativa/reprodução)
O
presidente Jair Bolsonaro assinará por volta das 10:00h desta quarta-feira (11) uma Medida Provisória que permite aos postos de combustíveis vender combustíveis de várias marcas e que adquiram o Etanol diretamente das usinas sem influência das distribuidoras. A cerimônia de assinatura da MP será no Palácio do Planalto. A MP tem como objetivo baixar o preço dos combustíveis na bomba.

A liberação de venda direta do Etanol implicará em impostos mais baixos. No modelo atual, as usinas só tem autorização ra vender o Etanol para as distribidoras, e com a nova medida os postos poderão adquirir o combustível diretamente, sem intermidiários, e os impostos serão cobrados, teoricamente, das usinas produtoras. É a chamada ' Tributação Monofásica", que significa que a cobrança é feita em apenas uma etapa da venda.

A ideia do presidente Bolsonaro é que com as mudanças, o preço dos combustíveis fiquem mais barato. Espera-se que o preço final do etanol tenha uma queda de R$ 0,20 por litro.

A MP vai liberar que postos que exibem marcas de distribuidoras, a exemplos da BR e SHELL, possam vender combustíveis de outras distribuidoras. A fidelidade à bandeira entre postos e distribuidoras seria, teoricamente, deixada de lado. Mas venda de combustíveis de diferente diferentes marcas precisa ser informada ao consumidor, para que este possa escolher a marca desejada.

A concorrência pode levar a queda de até R$ 0,50 por litro da gasolina. As distribuidoras são contra a medida.

oblogdepianco.com.br