domingo, 16 de maio de 2021

Bruno Covas morre aos 41 anos depois de dois anos de luta contra o câncer

(Imagem/reprodução)
B
runo Covas morreu às 08:00h da manhã de hoje, domingo (16) em decorrência de um câncer, após longo periodo de tratamento, cerca de dois anos. O prefeito de São Paulo, licenciado, Bruno, estava internado desde o último dia 2 de maio no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Na sexta-feira (14), um boletim médico informou que seu quadro era irreversível.

Bruno estava afastado das suas funções de prefeito com licença para retornar após 30 dias. O vice-prefeito, Ricardo Nunes (MDB), assumiu a prefeitura e sempre deixava Bruno informado sobre todas as decisões administrativas durante a sua internação.

Durante a pandemia do novo coronavírus, o prefeito Brno Covas não se ausentou das suas obrigações de prefeito e buscou conciliar seu tratamento médico com as atividades políticas. Bruno chegou a contrair a Covid-19 e ficou em quarentena, trabalhando em casa.

Conforme dados bográficos, Bruno Covas nasceu no Estado de São Paulo, na cidade de Santos. Estava divorciado e tinha um filho de 15 anos, Tomás, que sempre o acompanava. Bruno era neto do ex-governador de São Paulo, Mário Covas. Sua família que está na política há décadas.Economista formado pela PUC e advogado pela USP, Covas já havia sido também deputado estadual e federal, secretário estadual de Meio Ambiente de São Paulo (2011-2014) e presidente da Juventude do PSDB.

Bruno Covas era prefeito da maior capital do país desde 2018 quando foi eleito como vice-prefeito na chapa de João Doria, em 2016.

oblogdepianco.com.br