www.oblogdepianco.com.br

segunda-feira, 21 de dezembro de 2020

Na PB, Modelo foi morta por estrangulamento e PC diz que ela estava com R$ 8 mil para fazer cirurgia estética

A modelo Lorrayne Damares da Silva, 19 anos, foi morta por estrangulamento. De acordo com o superintendente da Polícia Civil na região metropolitana de João Pessoa, o delegado Luciano Soares, o suspeito disse que ele pegou a modelo no aeroporto e a levou até uma casa de veraneio em Lucena. Lá, eles discutiram e o suspeito estrangulou a jovem até a morte.

Ao ser preso pela PRF, o ex-namorado confessou o crime e disse que após matá-la, iria levar o corpo para Campina Grande, mas ficou com receio de ser parado pela PRF e resolveu jogar o corpo na BR-230, às margens do Rio Paraíba. Ainda de acordo com o delegado, eles estavam separados, mas mantinham contato. Os dois se conheceram quando ela tinha 16 anos. O homem tem histórico e prisão pela Lei Maria da Penha.

Sobre os R$ 8 mil, o delegado disse que ela trouxe o dinheiro para fazer uma cirurgia estética. Quando foi em preso com o Uber, o motorista por aplicativo informou que foi contratado pelo suspeito por R$ 8 mil para deixá-lo na cidade de Eunápolis, na Bahia. A prisão foi feita pela inteligência da PRF da PB e da BA atuaram juntas para conseguir realizar a prisão.

pbhoje