domingo, 27 de dezembro de 2020

Fracassada em controlar a pandemia da Covid-19, OMS agora quer investimentos para outras pandemias

Nos últimos 12 meses, nosso mundo virou de cabeça para baixo”, disse Ghebreyesus em um discurso em vídeo marcando o primeiro Dia Internacional de Preparação para Epidemias, no último sábado (26/12).

O diretor-geral da OMS acrescentou que antes do início da pandemia do novo coronavírus, em março deste ano, houve muitas análises e relatórios dizendo que o mundo não estava pronto para tal crise.

“Todos os países devem investir em capacidades de preparação”, enfatizou o chefe da OMS, apontando ainda que “a verdadeira preparação não é apenas um trabalho para o setor de saúde” e requer “uma abordagem de todo o governo e de toda a sociedade”.

Ghebreyesus ressaltou que as pandemias são parte da história da humanidade, o que aponta que a pandemia da covid-19 “não será a última pandemia e as epidemias são um fato da vida”. O diretor da OMS afirmou também que devemos aprender as lições da atual pandemia para garantir uma preparação mais adequada para crises futuras.

De acordo com as últimas estimativas publicadas pela OMS, há mais de 78,6 milhões de casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus no mundo, enquanto o número global de mortes passa de 1,7 milhão. Já os dados da Universidade Johns Hopkins apontam que o número de casos é ainda maior, com mais de 80,2 milhões de diagnósticos confirmados, além de 1,75 milhão de mortes.