www.oblogdepianco.com.br

quinta-feira, 10 de dezembro de 2020

Covid-19: Reino Unido emite alerta após reação alérgica da vacina e pede para alérgicos não se vacinarem

Autoridades pediram que a vacinação seja feita apenas onde houver possibilidade de reanimar os pacientes.

A agência regulatória do Reino Unido fez um alerta, na quarta-feira (9), para que pessoas com “histórico de reação alérgica significativa” a vacinas, remédios ou alimentos não devem tomar a vacina da Pfizer contra Covid-19, cuja aplicação foi iniciada na terça-feira (8) no país. As autoridades registraram dois casos de reação alérgica ao imunizante, mas os pacientes passam bem.

No comunicado, a agência determinou que reações alérgicas significativas podem ser definidas como aquelas semelhantes à anafilaxia – um tipo de reação alérgica grave e potencialmente fatal – e estendeu a recomendação a pessoas que precisam carregar adrenalina autoinjetável. Além disso, determinou que a vacinação deve ser feita apenas onde houver possibilidade de reanimar os pacientes.

Stephen Powis, diretor médico do NHS, o serviço público de saúde britânico, disse que “como é comum com as novas vacinas, a MHRA aconselhou, por precaução, que pessoas com histórico significativo de reações alérgicas não recebam esta vacina”.

De acordo com o jornal britânico The Guardian, os pacientes que tiveram a reação são servidores do NHS. O serviço de saúde disse que todos envolvidos com o programa de vacinação foram informados do ocorrido – e, por isso, todos com previsão de receber a vacina nesta quarta serão questionados sobre históricos de reações alérgicas.

FONTE: PLENNEWS