domingo, 29 de novembro de 2020

Em Picuí (PB), depois de reeleito prefeito sanciona Lei aprovada pela Câmara aumentando salários do executivo, legislativo e secretarios

(Imagem/Reprodução/Internet)
E
m meio a pandemia da Covid-19, a Câmara Municipal de Picuí aprovou o aumento salarial de vereadores, prefeito e secretários da gestão por mais quatro anos. O projeto foi rapidamente apreciado quando deu entrada no último dia 13, sendo sancionado na última segunda-feira (23) logo após as eleições pelo prefeito reeleito Olivânio Remígio (PT). Os novos salários serão pagos a partir do dia 1 de janeiro de 2020.

O salário do prefeito passa de R$ 17.500 para R$ 20 mil, o presidente da Câmara que ganhava R$ 7.500 receberá R$ 10.500, os vereadores passarão de R$ 5 mil para R$ 7 mil e secretários R$ 5.625. Esses valores poderão ser reajustados anualmente conforme as condições orçamentárias da cidade.

Enquanto um servidor público da cidade de Picuí ganha em torno de um salário mínimo, os legisladores acumulam no mínimo quatro salários mensais. De acordo com dados do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curimataú e Seridó (Sinpuc) os servidores do nível apoio recebem R$ 1.045,00, nível médio, R$ 1.108,80, nível superior R$ 1.560,00, já os agentes comunitários de saúde (ACS) e de combate a endemias (ACE) recebem R$ 1.400,00.

A decisão consta na Lei nº 002/2020, de 13 de novembro de 2020.

oblogdepianco.com.br