sexta-feira, 2 de outubro de 2020

Avanço silencioso da Covid chega a Cadeia de Piancó; cerca de 11 apenados estão infectados. Assista vídeo do prefeito sobre o assunto

J
á são  220 os casos confirmados da Covid-19 na cidade de Piancó, segundo o último Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde. Desses 220, 20 estão em tratamento domiciliar, 1 em tratamento hospitalar, 51 em investigação e 6 óbitos. O boletim (confira Boletim logo abaixo)  foi atualizado na quinta-feira, 1º de outubro, às 21:30h. 
O rápido aumento de infecções preocupa as autoridades de saúde e as ações de combate estão cada vez mais intensas. Diante desse cenário, a preocupação aumenta quando o assunto é o novo coronavírus nas prisões. E foi isso que aconteceu na cidade de Piancó, quando se percebeu um foco da doença entre os apenados. A  própria estrutura operacional favorece a disseminação do novo coronavírus.

Covid-19: juiz realiza inspeção por vídeochamada na Cadeia Pública de Piancó
O juiz titular da 1ª Vara Mista da Comarca de Piancó, Pedro Davi Alves de Vasconcelos, realizou numa quarta-feira, 03 de junhouma inspeção virtual na Cadeia Pública de Piancó, por meio de vídeochamada, pelo sistema WebEx Cisco. A iniciativa teve como objetivo constatar as condições estruturais do lugar, a tramitação do cumprimento de pena de cada um dos presos e possíveis casos de contaminação da Covid-19. Na oportunidade, foi constatada a presença de 38 custodiados, sendo 26 presos provisórios e 12 cumprindo pena definitiva.

Em uma Carta Aberta à população brasileira, a Pastoral Carcerária manifestou preocupação diante da possibilidade da propagação do novo coronavírus nas penitenciárias brasileiras.

“Se o vírus se espalhar pelas prisões brasileiras, as consequências serão desastrosas. 80% dos casos de coronavírus têm sintomas leves, como uma gripe; no entanto, os presos e presas possuem imunidade muito baixa por conta das condições degradantes existentes no cárcere”, diz a nota.

Na Cadeia de Piancó foram 11 (onze) testes positivos, e a prefeitura está agindo com a devida responsabilidade. Após a confirmação dos casos, a equipe de saúde do município medicou e está monitorando todos os privados de liberdade. Os presos que apresentarem algum agravamento no estado de saúde, serão encaminhados para o Hospital Covid em Piancó, com toda segurança necessária. Um policial que trabalha na cadeia pública também foi testado positivo. As famílias dos apenados que fazem visitas aos seus entes que estão no cárcere, também estão sendo monitorados.

Piancó está localizado entre as cidades de Itaporanga (Vale do Piancó) e Patos (Espinharas), cidades onde o foco da doença é considerado alarmante. O tráfego de pessoas que necessitam ir a essas duas cidades, pode ocasionar o crescente número de assintomáticos, e consequentemente os sintomáticos. 
 Boletim epidemiológico outubro de 2020


A COVID-19 é uma doença causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, que apresenta um quadro clínico que varia de infecções assintomáticas a quadros respiratórios graves. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a maioria dos pacientes com COVID-19 (cerca de 80%) podem ser assintomáticos.

Piancó é um município da Paraíba, localizado no Vale do Piancó, com uma população estimada em mais de 17 mil habitantes.

Em vídeo, o prefeito Daniel Galdino abordou o assunto e mostrou toda a preocupação do Município quanto a saúde dos detentos, depois da confirmação dos casos na Cadeia Pública. A confirmação aconteceu após a realização do teste, prática adotada para identificar possíveis quadros e prevenir a disseminação do vírus.

Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional (PNAISP)
A Prefeitura de Piancó aderiu à Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional (PNAISP), no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Na Paraíba, apenas dois municípios participam do programa: Piancó e Bonito de Santa Fé. A equipe de atendimento prisional é composta por médico clínico-geral, psiquiatra, enfermeiro e técnico de enfermagem, assistente social e fisioterapeuta e é responsável por atendimentos médicos e ambulatoriais na unidade prisional de Piancó e também pela vacinação da comunidade carcerária.

Sendo referência na saúde prisional da Paraíba, a Prefeitura de Piancó, por meio do secretário de saúde, Antônio Leite, foi convidada pelo Ministério Público Federal a detalhar essa experiência com o atendimento às pessoas privadas de liberdade no sistema prisional para incentivar outros municípios do estado a aderirem ao programa.

ASSISTA VÍDEO:



oblogdepianco.com.br