sexta-feira, 3 de julho de 2020

Radegundis Feitosa Nunes: Há dez anos o Brasil perdia o seu gênio do trombone

No dia 1º de julho de 2010, a Paraíba perdia um dos seus expoentes mais destacados da música, sobretudo da música erudita, o trombonista e maestro Radegundis Feitosa Nunes, o primeiro doutor em trombone do Brasil, natural da cidade de Itaporanga(PB).

Naquela data, num acidente de carro ocorrido no Km 973 da BR-361, no trecho que interliga as cidades de Piancó à Itaporanga, na região do alto sertão paraibano, o grupo de músicos seguia em um veículo Citroen C4 Pallas, de placas NPP-5510(João Pessoa/PB), para a cidade de Itaporanga, onde iriam realizar apresentação na quermesse da Paróquia de Nossa Senhora da Conceição, como parte da programação festiva do aniversário de 150 anos de atuação religiosa na cidade, as quais foram imediatamente suspensas e substituída pela celebração de uma missa em sufrágio da alma dos músicos. O poder executivo municipal decretou luto oficial durante três dias.

Além de Radegundis Feitosa(41 anos), mais três outros músicos também considerados diferenciados, perderam a vida: Roberto Ângelo Sabino(41 anos), apelidado de Cabelo; Ademilton França(24 anos) que era um menino brilhante; e Luiz Benedito(69 anos), que era um grande cantor de seresta e de carnaval. Eles estavam fazendo um CD de Antônio de Benedito, produzido por Radegundis e, provavelmente, iam ouvindo esse material durante a viagem.

Radegundis Feitosa pertenceu a uma galeria minúscula de grandes nomes da música erudita paraibana e brasileira, como o maestro José Siqueira, de Conceição, também no Vale do Piancó, que chegou a reger a Sinfônica de Moscou; o internacional Antônio Guedes Barbosa, considerado um dos maiores pianistas do Século XX e dos mais destacados interprete de Chopin do mundo.

Para lembrar o trágico acontecimento de 10 anos atrás, a Associação de Trombonistas da Paraíba promoveu neste dia 1º de julho uma webconferência pelo Google Meet, com a participação dos convidados Renato Farias, Jemmie Robertson, Nathan Dishmain e Alciomar Oliveira, das 08h00m até às 17h00m.


Clique aqui e confira reportagem do fatídico acidente que ceifou de forma prematura a vida do ilustre Professor da UFPB Radegundis Feitosa.