segunda-feira, 8 de junho de 2020

MPPB acompanha medidas de enfrentamento à Covid-19 em Piancó tomadas pela Prefeitura

(Imagem/crédito: Antonio Cabral)
O Ministério Público da Paraíba está acompanhando as medidas tomadas pela Prefeitura de Piancó para o enfrentamento à epidemia de Covid-19, no município. A partir de reuniões e da expedição de recomendação, no mês passado, aos gestores, a promotora de Justiça, Artemise Leal Silva, verificou que a gestão municipal reforçou a estrutura da atenção básica, incluindo a manutenção do estoque de medicamentos e a ampliação de equipes para atendimento domiciliar, dentre outras providências que objetivam a assistência a pessoas com diagnóstico positivo da doença e sintomáticas, sem a necessidade de que recorram aos hospitais. 

De acordo com a promotora, o Município ampliou as equipes de saúde destinando duas exclusivamente para o atendimento domiciliar a pacientes com Covid-19. “Os pacientes positivados e seus contactantes passam a ser assistidos diariamente por médicos, enfermeiros, nutricionistas, técnicos de enfermagem, assistentes sociais e fisioterapeutas. Orientei ao secretário de Saúde que se reunisse com os médicos para indagar quais medicamentos que utilizariam no tratamento, com a finalidade de não faltar nenhum na farmácia básica. Podemos destacar entre os medicamentos usados nesse protocolo decidido pela Secretaria de Saúde: hidroxicloroquina (quando autorizado pelo paciente e sob prescrição médica), Anitta, ivermectina, zinco, quelato, prednisona, metilprednisolona, ceftriaxona, azitromicina, ciprofloxacino, AAS, Clexane, dipirona e vitaminas C e D. O médico prescreve, conforme a necessidade do paciente”, explicou Artemise Leal. 

A representante do MPPB recomendou o pleno funcionamento da atenção básica do município, durante a pandemia, dotando as unidades de saúde da estrutura necessária ao enfrentamento da pandemia. A promotora recomendou a destinação de uma unidade exclusiva para pacientes com sintomas gripais para evitar a contaminação de pacientes que procuram o serviço com outras doenças. Ela também destacou que o atendimento deveria ser adequado aos protocolos das autoridades sanitárias e do Ministério da Saúde e aos planos de contingência municipal e estadual.

“O Município implementou mais duas equipes do Programa Saúde Melhor em Casa para atender e administrar as medicações nos pacientes positivados e sintomáticos em suas residências, monitorando todos eles constantemente, medindo saturação e temperatura, trazendo conforto, cuidado e segurança a todos os pacientes, combatendo, desse modo, os primeiros sintomas e fazendo com que a doença não evolua para a fase 2. A Prefeitura presta um serviço humanizado, eficiente e evita a hospitalização e, consequentemente, um colapso do sistema de saúde”, destacou a promotora de Justiça, Artemise Leal.

Unidade exclusiva
Ainda de acordo com a representante do MPPB, está em fase de adequação pelo Município um espaço próprio para o tratamento dos pacientes com coronavírus, que contará com 10 leitos totalmente equipados. “Além de tratar os pacientes com sintomas leves e moderados, fará com que eles tenham um atendimento mais adequado, mantendo assim, o fluxo de atendimento comum das unidades de saúde e direcionando os pacientes possivelmente infectados para a unidade específica de tratamento”, destacou a promotora de Justiça. 

Segundo ela, o município, por iniciativa própria, também viabilizou um laboratório específico para diagnóstico de casos de coronavírus, destinado a pacientes sintomáticos e seus contactantes.

oblogdepianco.com.br com Assessoria