quinta-feira, 18 de junho de 2020

Em Patos (PB), Complexo Hospitalar terá mais 10 leitos para atender pacientes de Covid-19

O Complexo Hospitalar Regional Deputado Janduhy Carneiro ganhará, em breve, mais 10 leitos de UTI, além dos 20 que já estão em operação na unidade para o atendimento de pacientes com Covid-19. Essa ampliação da oferta de leitos que já havia sido anunciada pelo governador João Azevêdo, foi reafirmada pelo secretário executivo de gestão de redes de saúde, Daniel Beltrammi que esteve nesta quarta-feira (17), em Patos. Além dos 30 leitos de UTI, o Plano de Contingência do Estado também previu outros 23 leitos de Enfermarias Covid no Complexo que já estão em pleno funcionamento e à disposição dos pacientes que precisam de cuidados menos intensivos. Outra ação neste sentido, é a ampliação de leitos no Hospital do Bem. As obras no primeiro pavimento da unidade, que totalizará 30 leitos após a ampliação, já estão acontecendo.

Durante seu pronunciamento, o secretário elogiou a postura, dedicação e compromisso dos profissionais do Hospital de Patos que, segundo ele, estão se desdobrando para garantir um atendimento eficiente e eficaz para a população da cidade e dos municípios atendidos pela unidade. “O time que está dentro desta Casa, transpirando sangue, para todo mundo ter um serviço que merece e ter sua saúde em dia, atravessou e atravessa momentos difíceis, mas continua na luta e vencendo”, disse Daniel Beltrammi.

Sobre o Plano de Contingência para o sertão, o secretário lembrou que além de Patos, as cidades de Cajazeiras, Pombal e Piancó também tiveram reforço de leitos nesta pandemia e que num raio de 150 km, há 60 leitos de UTI, deixando a terceiro macro região de saúde com plena capacidade de atendimento aos pacientes de coronavírus. “Neste momento, nenhum paciente paraibano ficou ou fica em fila de espera aguardando leito de terapia intensiva em nenhuma das três macros regiões e isso demonstra que o Plano de Contingência, chancelado pelo governador João Azevedo e liderado pelo secretário de Saúde, Geraldo Medeiros e sua equipe, pelo menos, tem se mostrado eficiente, porque o pior cenário num momento de pandemia é você perder a capacidade de ofertar leitos, como infelizmente acontece agora no Rio Grande do Norte, onde o sistema de saúde já colapsou”, disse Daniel.

Sobre as obras que estão em andamento no Hospital do Bem que terá sua capacidade de atendimento no primeiro andar ampliada para 30 leitos, o secretário disse que faz parte do plano de melhoria no atendimento de pacientes de outras enfermidades que não de Covid, em Patos e que todas as melhorias implantadas neste período ficarão como um legado para as unidades de saúde. Segundo o secretário, quando os cuidados com o coronavírus não forem mais prioridade, certamente, as melhorias implantadas, incluindo ai, os novos leitos de UTI e enfermaria, serão utilizados de uma outra forma. “Temos que pensar, num futuro próximo, para expandir os cuidados do Complexo para outros procedimentos, inclusive, de alta complexidade, pois temos que pensar em cardiologia, neurologia, etc. E Patos tem tudo para ser uma referência em trauma no sertão”, disse ele.

Assessoria