quinta-feira, 16 de abril de 2020

Magistrado com longa judicância em Piancó tem hoje atuação destacada na capital


(Imagem/reprodução)
Em meados da década de 1990, ainda no começo da carreira, o juiz João Batista Vasconcelos atuou por quase quatro anos como titular da 1ª Vara da comarca de Piancó. “Na época, era eu na 1ª e Dr. Adênio na 2ª, e tive como promotora a Drª Afra Gerônimo, gente de primeiríssima qualidade. Meu período aí foi quatro anos e morei em frente a casa de Baduzão”, recordou o magistrado durante contato com a Folha nesta quarta-feira, 15, ao demonstrar um profundo carinho pelo Vale e, especialmente, por Piancó: “cidade maravilhosa que me aceitou de braços abertos, tenho excelentes recordações da cidade e de toda a população”. 

Natural da terra paraibana de Juazeirinho, ele diz que “minha origem é muito mais sertaneja e do Cariri do que da capital”. 

Atualmente, o magistrado reside e trabalha em João Pessoa, atuando na 1ª Vara dos Executivos Fiscais. Dr. João conta que chegou à capital ainda na infância, mas, após ser aprovado no concurso da magistratura, a partir de 1992, retornou ao Sertão para assumir sua primeira comarca, que foi Teixeira, sendo promovido em seguida para Piancó e, de lá, voltou definitivamente ao litoral, começando pela comarca de Bayeux. 

Reconhecido pelo carisma e competência, o magistrado foi destaque na imprensa estadual recentemente por um ineditismo. No último dia 7, realizou a primeira reunião de trabalho com servidores do cartório de sua Vara por meio de vídeo conferência, uma inovação importante para a magistratura e necessária nesse tempo de pandemia. Conforme nota da assessoria de comunicação do TJPB sobre o feito, “o magistrado destacou o bom resultado que a unidade tem alcançado, utilizando o home office, e a divisão de trabalho dos servidores no cartório, dando cumprimento imediato aos processos que constem com provimentos de auditagem. 

De acordo com João Batista Vasconcelos, no período de 18 a 31 de março, foram prolatadas 247 sentenças, 51 decisões interlocutórias e despachados 481 feitos. Ainda segundo o magistrado, a Vara de Executivos Fiscais, hoje 100% informatizada, já vinha parcialmente utilizando os serviços de trabalho remoto. “Agora, com as atividades 100% on line, temos a grata satisfação de observar a evolução e o sucesso dos trabalhos como um todo, já nos dando a certeza que o serviço home office, na Vara de Executivos Fiscais, torna-se uma realidade que tende a cada dia melhorar o andamento processual com a satisfação plena do Judiciário e das partes”, disse o magistrado. 

Ele parabenizou o presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos; o juiz auxiliar da Presidência, Meales Melo; o diretor de Tecnologia, José Neto, e toda sua equipe, pela melhoria nos serviços de tecnologia do Judiciário estadual. Por fim, o juiz João Batista Vasconcelos enfatizou o comprometimento dos servidores, principalmente, neste momento de pandemia”.

Reprodução: oblogdepianco.com.br