quarta-feira, 25 de março de 2020

Polícia Civil amplia serviços para população registrar ocorrência sem precisar sair de casa

(Reprodução)
A Polícia Civil da Paraíba (PCPB) ampliou o serviço da Delegacia On-line para que as pessoas não precisem sair de casa para registrar Boletins de Ocorrência (BO) e cumpram a recomendação de isolamento social a fim de conter a velocidade da transmissão do Coronavírus (Covid -19). 

Desde a última sexta-feira (20), os cidadãos podem usar a internet para comunicar à PCPB ocorrências de qualquer natureza, desde que não sejam urgentes e não precisem de perícias. A medida busca evitar a circulação de pessoas nas ruas e, com isso, prevenir a contaminação pela doença.

A delegacia on-line está disponível no endereço eletrônico: www.delegaciaonline.pb.gov.br. Por meio do serviço, a população já conseguia registrar ocorrências que não tiveram o uso de violência, como perdas e extravios de documentos e objetos, acidente de trânsito sem vítima, furto, desaparecimentos e localização de pessoas. 

Com a ampliação, durante o período emergencial, passarão a ser comunicadas via on-line outros fatos, como casos específicos de violência doméstica (para casos sem violência física ou sexual, como ameaça, injúria, calúnia e difamação), e ocorrências sem crimes, como abandono de lar, bloqueio de veículos, desacordos comerciais e evasão hospitalar.

Os registros feitos pela delegacia on-line são analisados e encaminhados para apuração, de acordo com cada caso. Os comunicantes receberão os BOs por e-mail.

De acordo com a Delegacia Geral de Polícia Civil, ampliação do serviço foi resultado de um esforço conjunto entre a Polícia Civil da Paraíba, a Secretaria de Estado de Segurança e Defesa Social (Seds) e a Companhia de Processamento de Dados da Paraíba (Codata).

O secretário da Seds, Jean Nunes, destacou a preocupação da pasta com as ações governamentais de controle da pandemia. “Todas as Forças de Segurança da Paraíba estão realizando um esforço conjunto para que as pessoas possam seguir as recomendações das autoridades sanitárias e permaneçam em suas casas”, declarou. 

“Esse é um direcionamento do Governo do Estado e do governador João Azevêdo e, para isso, contamos também com o esforço da Codata, que trabalhou de maneira incessante a fim de que o serviço da Delegacia On-line fosse ampliado e possa atender a demanda da população nesse momento”, completou Jean Nunes. 

Delegacias continuam abertas 
Apesar da ampliação dos serviços on-line, as delegacias físicas da Polícia Civil também continuam em funcionamento para atender casos urgentes e que precisam de rápida intervenção policial.

Estão nessa lista as ocorrências de morte e que necessitem da remoção de cadáveres, de violência doméstica e de crimes contra crianças e adolescentes, estupros, cárcere privado, sequestros, roubo e furto de veículos, cumprimento de ordens judiciais e prisões em flagrante delito ou apreensão de adolescentes infrator.

oblogdepianco.combr com Assessoria