domingo, 22 de dezembro de 2019

Em João Pessoa, Ricardo Coutinho deixa prisão após decisão do STJ

O ex-governador Ricardo Coutinho deixou, no início da noite deste sábado (21), a carceragem da Penitenciária de Segurança Média Juiz Hitler Cantalice, no bairro de Mangabeira, em João Pessoa.

Ele se beneficiou de decisão do ministro Napoleão Maia, do Superior Tribunal de Justiça (STF), que deferiu Habeas Corpus ajuizado pela defesa do líder socialista.

A medida beneficiou também outros alvos da Operação Calvário, a exemplo da prefeita do Conde, Márcia Lucena; do advogado Francisco Ferreira; do executivo David Clemente Correia, e da ex-secretária de Estado da Saúde, Cláudia Veras, que sequer chegou a ser presa.

Várias lideranças políticas ligadas ao ex-governador, entre eles, o deputado federal Gervásio Maia (PSB), foram para a entrada da Penitenciária Média de Mangabeira demonstrar apoio a Ricardo Coutinho e acompanhar a sua saída.

“Trata-se da maior liderança política do nosso Estado, trata-se de um homem que fez muito bem a milhares de paraibanos e paraibanas, e o STJ fez valer a Justiça brasileira. Ricardo tem todo o direito de se defender, não havia nenhuma justificativa para a decretação dessa prisão preventiva. Vamos com serenidade e com respeitamos a Justiça, mas insistimos que é preciso fazer valer o estado democrático de direito, algo que não podemos abrir mão”, comentou Gervásio Maia.

Portal WSCOM. Foto: Reprodução/Instagram Gervásio Maia