sexta-feira, 26 de junho de 2020

Boletim Epidemiológico dá conta de 43 casos confirmados da Covid-19 em Piancó

O Boletim Epidemiológico pulicado pela Secretaria de Saúde de Piancó, dá conta de 43 casos confirmados da Covid-19 na cidade. A última publicação do boletim ocorreu em 26/06, às 07:05h. O Boletim Epidemiológico, editado pela Secretaria de  Saúde, é uma publicação de caráter técnico-científico, acesso livre, com periodicidade  semanal para os casos de monitoramento e investigação de doenças específicas sazonais. E o boletim segue com os seguintes dados:

- Casos em investigação: 112
- Casos descartados: 592
- Casos monitorados (Assintomáticos): 07
- Casos monitorados (Sintomáticos): 105
- Óbitos: 02
- Casos recuperados: 28

Desde o início da pandemia do novo Coronavírus (COVID-19) em Piancó e a notificação dos primeiros casos suspeitos da doença no município, a Prefeitura  adotou a postura de informar à população semanalmente por meio do Boletim Epidemiológico, sobre a evolução do vírus na cidade.

Todos os dias, após às 17:00h (horário em que as Unidades Básicas de Saúde UBS’s são fechadas), a equipe da Vigilância em Saúde contabiliza todas as notificações e ocorrências do dia e as encaminha para a Secretaria de Saúde do Município.

Orientações para evitar a disseminação do Coronavírus
Atitudes adotadas no dia a dia, como lavar as mãos e evitar aglomerações, reduzem o contágio pelo Coronavírus. A Secretaria de Saúde recomenda a redução do contato social o que, consequentemente, reduzirá as chances de transmissão do vírus, que é alta se comparado a outros coronavírus do passado.

A vacina contra a gripe também é recomendada e a Campanha Nacional de Vacinação, que teve  início no dia 23 de março, priorizaram idosos e profissionais de saúde para se vacinarem. A vacina contra a influenza garante proteção para três tipos de vírus (H1N1, H3N2 e Influenza B). Mesmo que a vacina não apresente eficácia contra o coronavírus é uma forma de prevenção para outros vírus, ajudando a reduzir a demanda de pacientes com sintomas respiratórios e acelerarem o diagnóstico para o coronavírus.

Máscaras ajudam a prevenir Covid-19
As máscaras seria uma forma de impedir que infectados contaminem outras pessoas. Vale lembrar, inclusive, que muitos não apresentam sintomas, mas transmitem a doença — e outros tantos propagam a infecção antes mesmo de apresentar tosse, febre ou falta de ar.

oblogdepianco.com.br