segunda-feira, 14 de outubro de 2019

Piancó se mobiliza pela UEPB no Vale com sede na cidade piancoense

O Ministério Público da Paraíba, através do Promotor de justiça José Leonardo Clementino Pinto, com atribuições na Promotoria de Justiça Cumulativa de Piancó, ajuizou Ação Civil Pública em face do Estado da Paraíba pleiteando reforma na estrutura comprometida e desgastada da Escola Estadual Santo Antônio, efetuando obras que atendam às adequações necessárias.

Em recente reunião com a superintendente da SUPLAN, Simone Guimarães, o algumas lideranças piancoenses cobraram a obra de reforma da Escola Estadual Santo Antônio, do município de Piancó. Conforme assegurou a superintendente da SUPLAN, o Projeto já foi concluído, orçado no valor de R$ 4.044.565,38 e encaminhado para a Secretaria Estadual de Educação, para os devidos trâmites legais, licitação da obra e consequente execução.

Uma Audiência Pública com o objetivo de discutir a implantação de um Campus da UEPB na região do Vale do Piancó, ocorrerá hoje,  segunda-feira (14/10), às 14:30h, no Plenário Deputado José Mariz, sede da ALPB em João Pessoa-PB. 

Com a possível reforma da Escola Estadual Santo Antonio e a Audiência dessa segunda-feira sobre a instalação de um Campi da UEPB no Vale, o melhor local para que essa extensão da Universidade e Estadual da Paraíba, seja instalada na cidade de Piancó. Inclusive, nas primeiras horas da manhã de hoje, a BR-361 foi interditada por mobilizadores que lutam pela Campus da UEPB em Piancó.

Plano de Desenvolvimento Institucional da UEPB
O Reitor manifestou o seu desejo de ver a Universidade avançar ainda mais, alcançando outras regiões do Estado. Com esse propósito, Rangel revelou que as instâncias superiores da UEPB já têm projetos aprovados que propõem presença da Universidade Estadual no Vale do Piancó, no Vale do Paraíba, além da região do Alto Sertão e do Curimataú. Essa vontade, segundo ele, é baseada em uma leitura geopolítica do Estado e visa garantir que a Instituição contribua ainda mais com o processo de desenvolvimento da Paraíba.

O reitor observou que para executar esses projetos a Universidade depende de sua capacidade financeira e de uma articulação política, associando o projeto que a Instituição entende como de desenvolvimento para o Estado. O reitor frisou que sua pretensão, no momento, é abrir um debate na Universidade com o objetivo de apresentar um projeto ao governo do Estado propondo a expansão da UEPB para mais cidades do Sertão e outras regiões. “Atualmente, o que nós estamos discutindo é a possibilidade de criar polos da universidade no Valo do Piancó e no Vale do Paraíba”, anunciou.

oblogdepianco.com.br