segunda-feira, 2 de setembro de 2019

Piancoense João Basílio Damasceno que está no Piauí pede ajuda para encontrar familiares em Piancó; Vamos ajudar

O piancoense João Basílio Damasceno (Foto), natural da cidade  de Piancó,  saiu de sua terra natal há 50 anos, com 14 anos de idade, hoje, aos 64, pede ajuda para encontrar   seus familiares.

De acordo com uma filha do idoso, Severino Lotero e Zé Barbosa Firmino, este último casado com Cleusa, irmã de João Basílio,  são pessoas mais próximas do mesmo. Ainda segundo  foi informado que Antônio, Cido e Zefinha, são irmãos de João Basílio. Jardalina Andrelina da Conceição (mãe), e José Basílio de Lima (pai), possivelmente já são falecidos.

Quem puder dar algumas informações sobre os familiares do piancoense que residente hoje em Baixa Grande do Ribeiro, no Estado do Piauí, favor entrar em contato com o número (89) 9.9919-5701.

Ainda muito jovem, naquela época, ele andou por Craíbas, Coruripe, Delmiro Gouveia, Dois Riachos e Feira Grande, no Estado de Alagoas. Na Paraíba ele chegou a passar por Coremas, chegando a Cajazeiras e logo em seguida continuou sua caminhada, chegando ao Piauí, onde constituiu família e vive até os dias atuais.

Se você puder ajudar com alguma informação, favor entrar em contrato pelo número de celular a cima, e estará realizando um sonho de m piancoense que busca incansavelmente sua família na cidade de Piancó. 

Em outras oportunidades, já conseguimos encontrar parentes de pessoas que viviam em outros   centros, que haviam deixado Piancó na busca de sobrevivência financeira, já que a cidade não oferecia condições para trabalho, a não ser na zona rural. E com a seca que sempre castigou o sertanejo, muitos foram embora da sua cidade, enquanto uns conseguiram se estabilizar e constituir família e até encontram oportunidade de, vez por outra, vir à Piancó. Enquanto outros, não tem se quer, notícias de seus familiares.

Façamos uma corrente na busca dos parentes do senhor João Basílio Damasceno. Vamos dá essa alegria a ele, encontrando seus familiares que, com certeza, estão em Piancó!