domingo, 22 de setembro de 2019

Paulo Barbosa fala da política em Piancó e sobre as questões no Estado

Hoje filiado ao AVANTE, o articulador político (ex-procurador de justiça, ex-subprocurador-geral e ex-corregedor-geral do MPPB), Paulo Barbosa de Almeida, recebeu em sua residência na cidade de Piancó, a nossa reportagem, e falou sobre vários temas ligados ao momento atual  por que  passa o cenário político estadual e municipal. De início, o ex-presidente do PMDB/MDB,  iniciou sua conversa com a nossa reportagem, manifestando a sua perplexidade diante da indicação de uma não piancoense para o cargo de Gerente da 7ª Gerência Regional de Saúde, órgão do Estado que tem sede em Piancó. Não tirou os méritos da nova gerente, mesmo porque, segundo ele, não a conhece e nem sabe dos seus atributos profissionais. Mas lamentou que Piancó fique sem esse cargo, que poderia ser ocupado por alguém do nosso município.

Sobre a política estadual, Dr. Paulo disse que sempre seguiu o ex-governador João Agripino. Depois o falecido deputado Gervásio, pai do atual deputado  federal Gervásio Maia Filho (PSB). No momento atual, está ouvindo o Deputado  Branco Mendes (PODEMOS), deputado estadual, natural de Aguiar, no Vale do Piancó. Ainda com relação ao assunto da 'separação política' do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) e o atual governador João Azevedo (Sem partido), Paulo disse que espera que haja bom senso entre ambos e que essa 'briga' interna não prejudique a Paraíba no andamento das suas obras em benefício dos vários municípios, inclusive na questão da reforma da Escola Estadual 'Santo Antonio'. Dr. Paulo falou ainda sobre a luta de todos pelo Campus da UEPB em Piancó. "A nossa luta é pra que o Campus seja em Piancó!", disse.

Com relação a política local, com vistas a 2020, Dr. Paulo disse que o ex-prefeito Sales Lima (DEM) tem um compromisso com ele de apoiá-lo para prefeito em 2020, caso se decida a ser candidaato. Disse também que sua possivel candidatura conta com a simpatia do ex-prefeito Edvaldo e do casal Dr. Geneton/Cristiane. Se Dr. Paulo vier a ser o ungido para disputar a prefeitura de Piancó - em consenso com todos da Oposição -, estará sendo compensado pelo muito de sí que já deu para alavancar candidaturas que se tornaram vitoriosas. Isto, sem pedir nada em troca. "Já ajudei a muitos dos que ficavam sem a prefeitura, quando eu estava a frente de órgão estadual, agregando todos em espaços nos órgãos em que eu tinha a titularidade e nunca exigi nada em troca", comentou Paulo. 

Sobre a sucessão municipal, Paulo diz que está na hora dos grupos que fazem oposição ao prefeito Daniel se unirem e projetarem ações políticas para a campanha do próximo ano. Disse ainda que acredita numa união das bases oposicionistas para se fortalecerem e disputar a prefeitura. 

Perguntado, mais uma vez, se poderia ser o candidato desses grupos que fazem oposição ao atual prefeito Daniel, Dr. Paulo disse que aguarda um debate entre todos os que estão fora do governo municipal, e se dentre os nomes que forem colocados, o seu tiver a concordância de significativa maioria, não medirá esforços para dar a sua contribuição como candidato a prefeito. Seria uma oportunidade de deixar um legado de gestão pública para o nosso querido Piancó.

Sobre cargos do Estado em órgãos com sede em Piancó, Dr. Paulo disse que ainda não teve a oportunidade de conversar com o governador João Azevedo. "Vou me inteirar da situação através do meu deputado  Branco Mendes (Estadual). Vou seguir os passos dele. Lembro a todos os piancoenses que votamos no projeto de João Azevedo e queremos o sucesso de seu governo, - concluiu.

Dr. Paulo disse que em breve usará os meios de comunicação local, radiodifusão, mídias sociais e a imprensa em geral, para falar sobre o que foi decidido pelos Grupos que hoje são oposição a atual gestão municipal. Ademais, agradeceu a nossa presença em sua residência, e disse que está a disposição de todos para quaisquer esclarecimentos a respeito das eleições de 2020 em Piancó.

Antonio Cabral (DRT-PB 3085)
oblogdepianco.com.br