sexta-feira, 13 de setembro de 2019

Partidos manifestam apoio a João durante crise do PSB na Paraíba

Presidentes do PMN e da Rede, Lídia Moura e Gerson Vasconcelos, manifestaram, na quinta-feira (12), apoio dos partidos ao governador João Azevêdo (PSB) em meio à crise com o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB). Nessa quarta-feira (11), PMN, PT, Rede e PCdoB se reuniram para discutir a crise interna do PSB.

Titular da Secretaria da Mulher e da Diversidade Humana do Estado, Moura afirmou que o compromisso do PMN é com o governador João Azevêdo e não com o PSB. “Não fizemos compromisso com um partido [PSB], fizemos uma composição com 14 partidos para a eleição do governador João Azevêdo, que tinha uma plataforma e um compromisso de governar o estado dentro dos preceitos democráticos que acreditamos e confiamos. Não houve rompimento disto”, argumentou ao Portal MaisPB.

Para Lídia Moura, não faz sentido romper com o governador, já que a continuação do “projeto” foi mantida. “O PMN reafirma o seu compromisso com o esse governo. O que move esse rompimento são questões internas de um partido, nós não temos como entrar nessas questões internas. O governador está rigorosamente cumprindo os compromissos que assumiu com o eleitorado e a população paraibana. Se ele está cumprindo não faz sentido”.

O entendimento de Lídia é o mesmo do presidente estadual da Rede, Gerson Vasconcelos, que saiu em defesa da governabilidade para João. “Em 2018, fizemos parte da coligação e queremos a continuidade de governabilidade que a Paraíba escolheu. A gente tem esse posicionamento pela continuidade de um projeto que ajudamos a eleger para os próximos quatro anos na Paraíba”.

A celeuma do PSB também será pauta de reunião interna do Partido dos Trabalhadores (PT), nesta quinta-feira (12). De acordo com o presidente Jackson Macedo, o partido deve emitir nota de posicionamento sobre a crise entre Azevêdo e Coutinho.

Maurílio Júnior – MaisPB