domingo, 15 de setembro de 2019

No Vale do Piancó, Cagepa flagra desvio em adutora numa comunidade rural

A Cagepa flagrou um desvio de água da adutora em Catingueira, no Sertão da Paraíba. O flagrante foi feito no Sítio Torrões, e o desvio era usado para consumo doméstico e para animais, na zona rural.

Esse flagrante foi realizado na primeira semana de vistorias da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba, na Gerência Regional das Espinharas, em parceria com o destacamento da Polícia Militar de Catingueira.

O subgerente de Operações da Cagepa, Marivaldo Cavalcante, disse que a companhia já vinha recebendo muitas reclamações dos moradores da região, por falta dágua constante. “Além de cometer um crime, quem furta água prejudica toda a comunidade, porque pode diminuir a oferta de água dos usuários que pagam suas contas e também impacta no valor da tarifa. Por isso, é preciso que as pessoas denunciem quando perceberem alguma fraude”, explicou Marivaldo.

Segundo o coordenador da Agência Local da Cagepa em Catingueira, Jucelino Campos de Assis, há a suspeita de que ainda existem outras pessoas na zona rural que praticam este tipo de crime, mas em horários que dificultam o flagrante. “Acreditamos que alguns estão usando a madrugada para cometer o ilícito, mas estaremos atentos para registrar o flagrante”, disse o coordenador.

Instalar bomba na rede é crime. Essa iniciativa provoca o desequilíbrio do sistema de abastecimento, provocando falta de água nos bairros. Quem perceber bombas instaladas na rede de abastecimento deve denunciar imediatamente o fato à polícia ou a própria Cagepa, por meio do teleatendimento 115. A ligação é gratuita e pode ser feita de telefone celular.

ClickPB