domingo, 4 de agosto de 2019

Piancoense morre afogado em açude na sua propriedade rural

Manoel Lopes de Albuquerque, casado com dona Alta Ferreira, residente à Rua Adhemar Leite na cidade de Piancó, era um homem que, apesar dos seus 83 anos de vida, não conseguia largar a lida na roça. Cuidar dos animais, da terra e respirar o ar do campo, era seu maior prazer. E foi  num final de um dia de trabalho, neste sábado (03/08), por volta das 17:00h;tomar um banho no açude, na Comunidade Gravatá. Terminou afogando-se no açude que o banhou todos os dias durante esses quase oitenta e poucos anos de vida.

As primeiras informações, colhidas por nossa Redação junto a familiares e amigos, é que Seu Manoel só foi encontrado diante da demora para voltar pra casa do sítio. Os vizinhos perceberam que não era do seu costume demorar tanto no banho de açude e então resolveram ir até lá, visto ele ter uma idade avançada e alguns problemas de saúde. Ao chegar próximo ao manancial, observaram que  não havia ninguém  no local. Daí por diante começaram a gritar pelo nome de Seu Manoel, mas não havia resposta. As buscas continuaram e depois de muitas horas, acabaram encontrando-o já sem vida.

Após encontrar o corpo, os vizinhos acionaram a polícia e o SAMU, e em seguida seus familiares na cidade.

Com a presença da polícia, o IML foi acionado e estiveram no local, onde resgataram o corpo e o levaram para perícia na cidade de Patos.

O velório está sendo em sua residência, na Rua Adhemar Leite, no Centro de Piancó. O sepultamento sera no Cemitério São Miguel, no Bairro Belo Horizonte, em Piancó.