sábado, 3 de agosto de 2019

Em Patos (PB), Operação realizada pela polícia na tarde da sexta-feira (02)trz mais detalhes sobre a “Nômade”

As polícias Civil e Militar, em conjunto com a Secretaria de Segurança e da Defesa Social (SEDS), deflagraram na tarde desta sexta-feira (2), a operação integrada “Nômade” dando cumprimento a sete mandados de buscas e apreensões em quatro bairros da cidade de Patos.

A ação teve como objetivo apreender drogas, armas de fogo, e objetos relacionados ao mercado ilícito de entorpecentes.

Foram presos, Leonardo Rodrigues de Lucena, conhecido como “Leozinho”, 26 anos; Edigleide Abreu da Silva, o “Patinho”, 37 anos; e Antônio de Medeiros Farias, 35 anos.

Com o trio, os policiais apreenderam uma quantidade razoável de maconha, a quantia de R$ 2.900,00, e quatro aparelhos celulares (Smartphone). Eles foram autuados por tráfico ilícito de entorpecentes e associação criminosa.

De acordo com a Polícia Civil, Leonardo Rodrigues e Edigleide Abreu já foram presos em outra ação policial por tráfico ilícito de entorpecentes.

A polícia também apreendeu na residência de Wênio Gadelha Barbosa, 27 anos, dois revólveres calibre 38, e 13 munições (uma deflagrada). O suspeito não se encontrava em sua casa e está em lugar incerto.

Por fim, os policiais apreenderam 12 aparelhos celulares (Smarphone) e um simulacro de uma pistola na residência de Fabrícia Luana Rodrigues Leandro, 26 anos. Ela foi autuada por receptação.

O delegado de Polícia Civil que preside a investigação, Gaudêncio Neto, titular da Delegacia de Homicídios e Entorpecentes, mencionou que os alvos investigados vinham movimentando e mantendo “bocas de fumo” da cidade, com o pequeno tráfico ilícito de drogas, cuja ação dificulta, sobremaneira, a repressão policial a essa “chaga social” por conta do “Modus Operandi”.

A autoridade policial ainda agradeceu a população, de onde partiu a maioria das denúncias anônimas encaminhadas para o Disk-190 da PMPB, e o Disk-197 da PCPB, evidenciando que a participação popular é fundamental para o êxito das investigações e das ações policiais.

Os presos foram encaminhados para o Presídio Regional de Segurança Máxima Romero Nóbrega, após providências de praxe.

Foram empregados mais de 50 policiais, distribuídos em 15 viaturas, durante a operação policial.

Airton Alves – Patos Verdade – com informações da Polícia Civil