sexta-feira, 30 de agosto de 2019

Em Itaporanga (PB); Corpo de radialista é encontrado com sinais de violência em área rural

O corpo do radialista Denisvaldo Mendes Pacheco, de 36 anos, foi encontrado sem vida e com sinais de violência física no começo da noite dessa quinta-feira, 28, em uma área de mata a dois quilômetros da cidade, no sentido do Caiana. Tudo indica que o rapaz tenha sido atraído ao local e morto a pauladas. 

Ele estava desaparecido havia mais de 24 horas, e a família tinha esperança de encontrá-lo com vida, mas populares que passavam pela rodovia sentiram um forte odor e desconfiaram que poderia ser o corpo do rapaz. Entraram na mata e não demoraram a localizar os restos mortais já em decomposição. Trabalhador e esforçado, Denisvaldo residia sozinho em uma casa no bairro da Bela Vista, em Itaporanga, mas vivia constantemente ao lado da mãe, por quem tinha um grande apego sentimental. Humilde e com um histórico de sofrimento pelo preconceito social contra sua negritude e homossexualidade, mas extrovertido e carismático, militou em várias atividades laborais, entre elas o rádio. 

Começou na extinta rádio Valle FM de Itaporanga e, mais recentemente, atuou na comunitária Boa Nova FM, onde fazia uma participação em um programa de forró interpretando a personagem “O coisa”. Sua voz extremamente nazalizada chamava a atenção e divertia o público. Depois do trabalho pericial, o corpo foi encaminhado para exame necrológico, o que vai determinar oficialmente a causa do óbito. 

O caso está sendo investigado pelo delegado Renato Leite e já existe um suspetio. A polícia trabalha com a hipótese de que o crime tenha sido cometido por motivação passional. 

Conforme familiares, não haverá velório em função do elevado estado de decomposição do corpo.