quinta-feira, 4 de julho de 2019

SOB PRESSÃO: Governador pode mudar titulares de cargos em Piancó com vistas as eleições de 2020

Reprodução
O governador João Azevedo (PSB) pode rever algumas indicações para preenchimento de cargos em comissão e de direção em alguns órgãos públicos do Estado, com sede na cidade de Piancó. Conforme foi apurado por essa Redação, alguns aliados do governador, com pretensões de disputar a campanha majoritária de 2020 na cidade piancoense, apresentaram pesquisa de uso interno, e parece que convenceram João a respeito das indicações políticas de pessoas que estão a assumir cargos em comissão e de direção nos órgãos do Estado na cidade de Piancó. Se tudo for concretizado, a partir de agosto novos nomes estarão sendo anunciados para ocupar alguns cargos de interesse das lideranças políticas que ajudaram João a chegar a chefia do Estado. A fonte que repassou as informações, confirma até que três deputados, sendo dois estaduais e um federal, já aposta em um nome para ser o que irá disputar a campanha eleitoral de prefeito em Piancó no ano de 2020. "E aquele que não concordar que apresente melhor desemprenho ou, em último caso, entregue seus cargos", disse a fonte que pede pra não ter seu nome divulgado, por enquanto.

Ações do Estado no Município
Foi discutido junto ao governador, sobre o porque de algumas ações conjunturais não está sendo realizada na cidade de Piancó com financiamento do Estado, a exemplo da Escola Estadual 'Santo Antonio". Lembram que apenas a Adutora foi projeto do governo, e mesmo assim não vem atendendo as necessidades da população consumidora.

Caso se concretize essa informação, e não haja consenso quanto ao nome que possivelmente terá o apoio do governador para disputar as eleições majoritária em Piancó no ano de 2020, alguns descontentes pode "abandonar o barco" e se for o caso, a velha frase: "Pra quem está se afogando jacaré é tronco", pode significar muita coisa.

Conforme um parlamentar da Oposição ao prefeito Daniel (PSD), a indefinição de alguns líderes políticos, fortalece o grupo de Situação liderado pela ex prefeita Flávia Galdino.

“Se rachar e se não houver consenso, a campanha se tornará difícil. Não podemos priorizar as questões pessoais, mas sim as coletivas,” lembrou.

Antonio Cabral (DRT-PB 3085)