sexta-feira, 28 de junho de 2019

Até onde alcança a vista de Veneziano quando o assunto é perseguição a jornalistas?

Tenho a impressão, meu caro Paiakan, que o bem-intencionado senador Veneziano Vital do Rego precisa ajustar o grau de suas lentes. Ele consegue enxergar muito bem quando se trata, por exemplo, da perseguição à jornalista Rachel Sheherazade, uma paraibana que brilha no País. Mas, experimenta grave miopia quando o assunto são as perseguições a jornalistas paraibanos que estão na Paraíba.

Apesar de estar tão perto, nos últimos anos, o senador não conseguiu enxergar quando seu chefe político, o ex Ricardo Coutinho, exerceu a mais despótica e fascista perseguição a jornalistas paraibanos, com desrespeito público em entrevistas imperiais, intimidações de toda ordem e centenas de processos judiciais. Pra dizer o mínimo.

O detalhe é que, além de miopia, o senador, pelo visto (ops!), também sofre de um certo grau de amnésia, não é, meu caro Gilvan Freire, você que tem uma memória implacável? Afinal, não tem como o bem-intencionado senador não ter tomado conhecimento dos vários jornalistas paraibanos que perderam seus empregos por perseguição política na Paraíba dos tempos republicanos.

Foi tão conveniente ter esquecido, não é? O senador, que vem exercendo um brilhante mandato no Congresso Nacional, talvez não queira abespinhar seu tutor político, a quem deve, em grande medida, seu mandato recente, afinal medo de Ricardo Coutinho certamente não foi. Não faz parte do histórico familiar. E Veneziano é, até onde a vista alcança, um democrata.

De qualquer forma, nossa integral e irrestrita solidariedade à jornalista Rachel Sheherazade, pela perseguição sofrida em tempos tão obscuros que o País tem vivenciado. Mas, também nossa integral e irrestrita solidariedade a dezenas de jornalistas paraibanos vítimas do autoritarismo testemunhado na Paraíba dos últimos anos de trevas.