quinta-feira, 30 de maio de 2019

Municípios da PB não aderem ampliação no horário das USF’s

Dados divulgados na última quinta-feira (23) mostram que até o momento, nenhuma cidade da Paraíba aderiu à campanha do Ministério de Saúde, ‘Saúde na Hora’, para que municípios ampliem horário de funcionamento das Unidades de Saúde da Família (USF). O projeto garante que as cidades receberão mais recursos do Governo Federal.

De acordo com o Ministério da Saúde, a Paraíba possui 1.583 USF em funcionamento, sendo destas, 32 consideradas aptas para participar do programa. No total, 1.398 equipes de Saúde da Família atuam pelo estado, cobrindo 94% da população, além de 1.292 Equipes de Saúde Bucal, alcançando 6,3 milhões de pessoas.

Presidente da Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup), George Coelho afirma que o valor que seria repassado pela pasta só contempla os custos com médicos, mas os outros valores precisariam ser por conta da cidade. “Tem que ter custo com energia, com equipamentos, enfermeiros, técnicos. Muitas prefeituras não têm condições”, argumenta.

Conforme o Ministério da Saúde, o objetivo é ampliar o acesso da população aos serviços da Atenção Primária, como consultas médicas e odontológicas, coleta de exames laboratoriais, aplicação de vacinas e acompanhamento pré-natal. Com o programa, as USF’s precisariam estar de portas abertas no horário de almoço e à noite, podendo também abrir aos finais de semana.

MaisPB