quarta-feira, 29 de maio de 2019

Em João Pessoa, Corpo do cantor Gabriel Diniz é sepultado em cemitério da Capital

Foi enterrado no final da tarde desta terça-feira (28) o corpo de Gabriel Diniz, no cemitério Parque das Acácias, em João Pessoa. O cantor faleceu nessa segunda-feira (27) em uma queda de um avião no estado de Sergipe, enquanto seguia para Alagoas.

A cerimônia de sepultamento aconteceu de forma rápida e em menos de trinta minutos, artistas e amigos começaram a deixar o cemitério.

O cortejo com o corpo do cantor Gabriel Diniz deixou o ginásio O Ronaldão, em João Pessoa, por volta das 15h40 desta terça-feira (28). Milhares de pessoas acompanharam o cortejo na última despedida ao músico.

O corpo de Gabriel Diniz foi levado em um caminhão do Corpo de Bombeiros e deixou o local do velório sob aplausos e homenagens de fãs, familiares e artistas. O trânsito nas ruas por onde passou o cortejo foi bloqueado por agentes de trânsito.

O corpo do músico chegou a João Pessoa durante a madrugada – por volta de 5h – desta terça-feira (28).

Em um primeiro momento, o corpo de ‘GD’ foi velado somente pelos pais, familiares e amigos. Fãs formaram um fila na entrada do ginásio para se despedir do ídolo. Artistas e digital influencers também foram dar o último adeus ao cantor.

O local para o público foi aberto às 8h. O sepultamento ocorrerá durante a tarde, às 16h, no cemitério Parque das Acácias, na capital paraibana. Antes, às 14h, está previsto uma missa de corpo presente ainda no ginásio.

Diniz e os outros dois ocupantes morreram na queda de um avião de pequeno porte no povoado Porto do Mato, em Estância, na região sul do estado, no início da tarde dessa segunda.

Os corpos chegaram ao IML às 18h15 e foram liberados às 21h de ontem do Instituto Médico Legal de Sergipe (IML), em Aracaju.

“Mostrou que era possível fazer diferente”, diz pai de Gabriel Diniz

O pai do cantor Gabriel Diniz, Francisco Diniz, fez referência ao estilo irreverente do filho, admitindo que ele tinha potencial para chegar muito mais longe na carreira.

“Não chegou [onde queria]. Ele tinha potencial para muito mais. Muito mais mesmo. Iria fazer muita coisa bacana ainda. Ele mostrou para pessoas que pode fazer uma música diferente, que você pode ser diferente, pode alcançar seu sonho, se trabalhar para isso. Ele queria ser um popstar, queria ser reconhecido como um cara que de alguma forma ditou a regra para alguns momentos da nossa música, ele queria mais, queria chegar chegando, com reverência”.

Fãs lembram irreverência e trabalho árduo de Gabriel Diniz

O fã Welton Soares destacou a alegria e espontaneidade do músico e fez uma crítica para as pessoas que compartilharam fotos do acidente nas redes sociais: “Hoje é um dia muito triste, sabe? Uma pessoa que estava alegrando o Brasil e que sinceramente ninguém esperava por isso”, disse.

“Ele tinha aquilo como um troféu”, diz autor de cidadania a Gabriel Diniz

Autor do título de cidadão paraibano ao cantor Gabriel Diniz, o deputado estadual João Gonçalves disse que o artista tratava a honraria como um troféu. “Ele tinha aquilo como um troféu. Como uma coisa que complementava a vida dele”, afirmou o parlamentar em entrevista ao programa Frente a Frente, na TV Arapuan.

De todos os homenageados com o título de cidadania paraibana, nenhum vibrou e festejou mais do que Gabriel Diniz, o elétrico cantor que nos deixou, prematuramente, ontem. O depoimento é do autor da homenagem, o deputado estadual licenciado João Gonçalves (leia aqui o artigo completo).

Safadão e Xand se emocionam em velório de Gabriel Diniz
Wesley Safadão, padrinho musical de Gabriel Diniz, chorou copiosamente ao ver o amigo no caixão, enquanto Xand Avião beijou o corpo de Gabriel. Os cantores chegaram ao ginásio “O Ronaldão”, no início da tarde desta terça-feira (28), ao velório do amigo.

Com MaisPB