quarta-feira, 17 de abril de 2019

Famílias pobres de Brumadinho começam a receber auxílio emergencial

Foto: Clarice Castro

O Ministério da Cidadania começa a pagar na terça-feira (16) um auxílio emergencial às famílias pobres que moram em Brumadinho (MG). No valor de R$ 600, o dinheiro está disponível para os beneficiários do Bolsa Família, do Benefício de Prestação Continuada (BPC) e da Renda Mensal Vitalícia. Os saques seguem o calendário de pagamento do Bolsa Família e podem ser realizados em até 180 dias.

A estimativa é a de que 1.505 famílias beneficiárias sejam contempladas. A ajuda financeira, que deve injetar R$ 903 mil na economia local, integra o pacote de medidas do governo federal para socorrer a comunidade, afetada pelo rompimento de uma barragem com rejeitos de mineração, no dia 25 de janeiro. O auxílio emergencial foi criado por meio de Medida Provisória publicada em março.

Os recursos são uma forma de aliviar o sofrimento das famílias e, ao mesmo tempo, movimentar as finanças da cidade, salienta o ministro da Cidadania, Osmar Terra. “É uma forma das famílias mais pobres suportarem esse momento de declínio da economia e diminuição da oferta de emprego. Não vamos deixar acontecer o que aconteceu com os municípios afetados pela Samarco. Precisamos mostrar que Brumadinho pode se recuperar na economia e ter um novo futuro, apesar da tragédia.”

Outras ações - Em fevereiro, o governo federal antecipou os pagamentos do BPC e do Bolsa Família aos beneficiários de Brumadinho, o que permitiu o saque do dinheiro já no primeiro dia, sem necessidade de aguardar a data especificada nos calendários de pagamentos.

Também foram liberados R$ 300 mil para ampliar no município o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Com isso, mais agricultores tiveram chance de vender seus produtos. Atualmente, 43 produtores rurais integram o programa na cidade mineira e o montante disponível para a região chega a R$ 420 mil.

Na última semana, o ministro da Cidadania também anunciou um pacote de ações para reconstruir e atrair investimentos para Brumadinho. A iniciativa reúne os governos federal, estadual e municipal, além de empresas e organizações da sociedade civil.

*Por André Gomes
Ascom/Ministério da Cidadania
oblogdepianco.com.br